segunda-feira, 18 de abril de 2022

Por que o feriado de Páscoa na França é na 2a.feira


  • Foto: guia_brasileira_em_paris


  • Antes da Concordata de 1801, o feriado da Páscoa durava 8 dias (a Oitava da Páscoa), começando no domingo de Páscoa e terminando no domingo, que Napoleão Bonaparte decidiu manter apenas o segundo dia da Oitava da Páscoa como feriado, para compensar o fim do longo período pascal, durante a qual, a maioria dos franceses não trabalhava. Assim, aqui o feriado de Páscoa é somente na segunda-feira.


    O que funciona nesta segunda-ferira, dia 18 ?


    Além dos museus e monumentos, a maioria dos shoppings centers (centres commerciaux) e as lojas de depto abrem:


    Galeries Lafayette: 11:00-20:00

    Printemps Haussmann: 11:00-19:00

    La Samaritaine: 10:00-20:00

    Le Bon Marché:  10:00-20:00

    BHV Marais: 10:00-20:00

    Le Forum des Halles: 10:00-20:30

    Bercy Village: 10:00-20:00 

    Centre Beaugrenelle: 10:00-20:30

    Le Carrousel du Louvre: 10:00-19:00 

    Centre Italie 2: 10:00-20:00

    Citadium Caumartin: 10:00-20:00

quinta-feira, 10 de março de 2022

Os 150 anos do escritor francês Marcel Proust

Fotos: Miriam Girardot

O escritor romântico francês Marcel Proust (1871- 1922), autor do "À la recherche du temps perdu - À procura do tempo perdido", um livro que é como um teatro social onde se misturam reflexões sentimentais e memória afetiva fora de qualquer movimento literário. 

É nesta obra que foi tirada a expressão "madeleine de Proust" que pode ser qualquer fenômeno que desencadeia uma expressão de reminiscência. No livro, o odor da madeleine (um bolinho em forma de concha) levava o autor à sua infância.

Marcel Proust foi também um dos primeiros grandes romancistas europeus a tratar do tema da homossexualidade em suas obras. Descreveu os salões parisienses, com um certo toque de ironia, retratando o seu tempo, muitas vezes inspirados em personagens reais.

Ele morou no prédio no Boulevard Haussmann n°102, de 1907 a 1919, quando o prédio foi comprado pelo banqueiro Varin-Bernier.
Como Proust estava com o aluguel atrasado, foi expulso pelo novo proprietário.
O prédio foi vendido à outro banco francês, o CIC, que desde 2004, fechou o acesso ao público do quarto, onde Proust escreveu noite e dia, o seu livro mais famoso. 

Durante cerca de 15 anos, todas as quintas-feiras à tarde, os curiosos podiam visitar o quarto que Proust colocou placas de cortiço para isolar o barulho que vinha da rua.

O Banco CIC justificou o fechamento por razões de segurança, e o quarto de Proust foi transformado em sala do conselho administrativo.

Até um filme inglês "102, Boulevard Haussmann" de 1991, trata do período em que Marcel Proust morou neste endereço.

Os objetos do quarto do escritor francês encontra-se no Museu Carnavalet, que atualmente apresenta uma exposição temporária sobre Marcel Proust, para comemorar os 150 anos do nascimento do escritor.

A exposição começou em 16/12/2021 e termina em 10/04/2022.


terça-feira, 8 de março de 2022

Castelo de Versalhes - fechado para visita dos dias 08 a 12 de março 2022

Foto: Miriam Girardot

Se você está planejando visitar o Castelo de Versalhes essa semana, verifique os dias em que estará fechado ao público, por causa da reunião dos chefes de Estado.


O Castelo de Verslhes será fechado ao público do dia 08 a 12 de março.


Os jardins estarão fechados a partir de hoje, dia 08 a 11 de março.


O Grand Trianon estará fechado do dia 03 ao 12 de março.


O Petit Trianon e o parque estarão fechados do dia 10 e 11 de março.


Lembrando que nos dias normais, recomenda-se fazer a reserva do horário de visita ao Castelo de Versalhes.



Fonte: https://www.chateauversailles.fr


quinta-feira, 3 de março de 2022

Anunciado o fim do passe vacinal a partir do dia 14 de março 2022

 Bonjour !

O governo francês anunciou hoje o fim do passe vacinal a partir do dia 14 de março, mas em certos lugares ainda será solicitado, a lista dos lugares ainda não foi anunciada.
O uso obrigatório da máscara continua a ser obrigatório no transporte público, trem e ônibus de longas distância, vôos domésticos, lojas, hospitais e clínicas de repouso (EHPAD).

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2022

Dúvidas sobre as regras sanitárias para vir à França ?


A situação sanitária é bastante instável e dinâmica no momento. Por segurança, consulte sempre a companhia aérea poucos dias antes do embarque e os sites dos aeroportos de partida e de destino, além daqueles das autoridades locais:

https://airfrance.traveldoc.aero

http://cgparis.itamaraty.gov.br/pt-br/entrada_na_franca.xml

https://br.ambafrance.org/Chegada-no-territorio-frances

@carolineputnokioficial no Instagram


Caroline Putnoki é diretora da América do Sul ATOUT FRANCE que é um órgão oficial do Turismo Francês,  ela  sempre posta informações oficiais e atualizadas:


🔺 Vacinas aceitas pela França: Pfizer, Moderna, AstraZeneca/Vaxzevria/Covishield e Johnson & Johnson (Janssen).

🔺Esquema vacinal completo

👉 28 dias após a administração de uma dose Janssen

👉 7 dias após a segunda dose para as vacinas reconhecidas pela Agência Europeia de Medicamentos (Pfizer/Comirnaty, Moderna, AstraZeneca/Vaxzevria/Covishield )

👉 7 dias após uma dose complementar de uma vacina de RNA mensageiro para Coronavac e Janssen.

🔺Crianças

De 12 anos + dois meses até 15 anos inclusive 👉 não precisam do passe vacinal mas devem apresentar um comprovante sanitário:

* Um comprovante de vacinação, esquema vacinal completo (sem obrigação de dose de reforço) dentro do prazo de 4 meses OU

* Um resultado negativo de um teste antígeno ou PCR de menos de 24h se a criança não for vacinada.


A partir de 16 anos, precisam do passe vacinal.


1f53a.png

Prazo de 4 meses:

A partir do dia 15 de fevereiro de 2022, o prazo de validade do certificado de vacinação sem dose de reforço será de 4 meses. 

A dose de reforço deverá, portanto, ser feita dentro de 4 meses, e não mais de 7 meses, após a 2ª dose. 

1f53a.png

 Vacinação na Franca: as pessoas que precisam de uma ou mais doses adicionais na França, seu passaporte vacinal será válido por 7 dias após a última injeção de vacina mRNA. 


1f53a.png

Certificado de recuperação: somente os emitidos na União Europeia e aos quais um código QR é atribuído podem ser levados em conta na França para a atribuição do passe vacinal. Ou seja, os testes positivo + negativo não está sendo aceito.


🔺 Passe vacinal  


👉 A ser solicitado apresentando um passaporte + um comprovante de vacinação original versão impressa, numa das 4.000 farmácias que oferecem esse serviço 👉 Dois no aeroporto Roissy CDG (terminais 2E e 2F) e 500 outras em Paris. 

Custo: 36 € 


👉 Para obter o passaporte vacinal, todas as pessoas com + de 16 anos devem apresentar: um comprovante esquema vacinal completo: 2 doses da vacina + uma dose de reforço dentro de 4 meses (novo prazo a partir de 15 de fevereiro 2022) após a segunda injeção).


👉 A dose de reforço tem que ser vacinas ARNm ou seja Pfizer ou Moderna. Não pode ser Janssen, Coronavac ou Astrazeneca.


O que é o "passe vacinal" francês?

Desde o dia 24 de janeiro de 2022, o "passe vacinal" francês ("pass vaccinal") aplica-se às pessoas com idade superior a 16 anos. 

Trata-se de substituto do antigo "passe sanitário", com inclusão de exigências mais rigorosas.

O passe vacinal é um comprovante de saúde em versão digital (obtido por meio do aplicativo "TousAntiCovid") ou impressa. 

Para obter o passe vacinal, deve ser apresentado um destes três comprovantes:

  • Certificado de vacinação atestando esquema de vacinação completo, com a dose de reforço incluída, para pessoas a partir de 18 anos e 1 mês que sejam elegíveis.
  • Um certificado de recuperação Covid-19 com data de pelo menos 11 dias e menos de 6 meses.
  • Um certificado de contra-indicação médica impedindo a vacinação. As pessoas nesta situação devem receber, pelo seu médico, um documento que pode ser apresentado em locais, serviços, estabelecimentos e eventos onde seja exigido o “passaporte de vacinação”.



As informações devem sempre ter uma fonte oficial citada.


domingo, 13 de fevereiro de 2022

França deixa de exigir teste negativo para Covid-19 !

Foto: GHU Paris Psychiatrie & neurosciences

O governo francês havia anunciado na semana passada que iria deixar de exigir o teste negativo Covid para quem vem à França.

Agora é oficial !


Desde ontem, dia 12 de fevereiro de 2022, serão aplicadas as seguintes regras nas fronteiras:


Para viajantes vacinados de acordo com os regulamentos europeus, não serão necessários mais testes na partida. 


A comprovação de um calendário completo de vacinação torna-se suficiente para chegar à França, independentemente do país de origem, como era o caso antes da distribuição da variante Omicron.


Para os viajantes não vacinados, a obrigação de apresentar um teste negativo para viajar para a França mantém-se, mas as medidas à chegada (teste, isolamento) são levantadas quando provêm de países da lista “verde”, caracterizados por circulação moderada do vírus.


Quando os viajantes não vacinados vêm de um país da lista "laranja", eles devem continuar apresentando uma razão convincente que justifique a necessidade de virem para a França continental e ainda podem ser submetidos a um teste aleatório na chegada. Os viajantes que testarem positivo terão que se isolar, de acordo com as recomendações do Seguro de Saúde.


No caso de uma emergência caracterizada pelo aparecimento de uma variante suscetível de apresentar risco de aumento da transmissibilidade ou fuga imune, o mecanismo de "freio de emergência" será acionado e o país será então colocado na lista "vermelha" , implicando, como acontece hoje, a obrigação de apresentar um motivo imperioso para viajar, a obrigação de apresentar um teste negativo na partida - inclusive para viajantes vacinados no caso de uma variante apresentar a característica de uma fuga imune - e a obrigação de passar por um teste na chegada condicionando a colocação em quarentena decidida pelos prefeitos e controlada pela polícia.


Essa classificação será temporária e revisada regularmente para garantir a proporcionalidade das medidas de restrição de viagem. Atualmente, nenhum país está classificado na lista “vermelha”.


Fonte oficial: https://www.interieur.gouv.fr/covid-19-deplacements-internationaux



Para quem tem dúvidas quanto às exigências sanitárias, entrem no site da sua companhia aérea, que mantém atualizada as exigências para cada destino.




terça-feira, 11 de janeiro de 2022

Liquidação de Inverno 2022 em Paris

Amanhã, dia 12 de janeiro começa a Liquidação de Inverno - Soldes d'Hiver 2022, terminando o dia 08 de fevereiro.
Somente no primeiro dia da liquidação que as lojas abrem às 8:00 da manhã.

Normalmente, as lojas do comércio em geral funcionam das 9:00 às 19:00, de 2a.feira à sábado.

Aqui segue os horários das lojas de depto:
- Galerie Lafayette das 10:00 as 20:00 e aos domingos e feriados das 11:00 às 20:00
Galerie Lafayette Gourmet das 9:30 às 21:00 e aos domingos e feriados das 11:00 às 20:00
- Printemps das 10:00 às 20:00 e aos domingos das 11:00 às 20:00
- Le Bon Marché das 10:00-19:45 e aos domingos das 11:00 às 19:45
- La Samaritaine das 10:00 às 20:00 todos os dias
São 4 semanas de liquidação. 

Aproveitem !

domingo, 9 de janeiro de 2022

ENTRADA NA FRANÇA - QUESITOS SANITÁRIOS NECESSÁRIOS (Atualizado em 23/12/2021)

Foto: H.Girardot

As regras para o ingresso no território francês variam de acordo com a situação vacinal do viajante e a situação sanitária do país de embarque, a qual coloca atualmente o Brasil entre os países que se encontram na zona laranja.

O Consulado-Geral recomenda consulta ao site da Embaixada da França no Brasil (em português e francês), assim como o site do Ministério do Interior francês (em francês e inglês), para informações detalhadas sobre o assunto.

A situação sanitária é bastante instável e dinâmica no momento. Por segurança, consulte sempre a companhia aérea poucos dias antes do embarque e os sites dos aeroportos de partida e de destino, além daqueles das autoridades locais.

 

2. O que é o passaporte sanitário francês?

O passaporte sanitário francês ("pass sanitaire") é um comprovante de saúde em versão digital (obtido por meio do aplicativo "TousAntiCovid") ou impressa, que atesta uma das situações abaixo:

a) Vacinação completa:

  • 7 (sete) dias após a 2ª injeção das vacinas Pfizer, Moderna ou AstraZeneca;
  • 28 (vinte e oito) dias após a injeção da vacina Janssen (da Johnson & Johnson);
  • 7 (sete) dias após a injeção de vacina em pessoas com histórico comprovado de Covid-19 (1 injeção única);
  • 7 (sete) dias após a administração de uma dose complementar de um imunizante de RNA mensageiro, fabricado atualmente apenas pelos laboratórios Pfizer e Moderna, nos casos de pessoas totalmente imunizadas com vacinas fora do grupo acima mas que sejam reconhecidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), como é o caso da Coronavac.

b) Resultado negativo de teste do tipo RT-PCR ou antígeno realizado a menos de 24 (vinte e quatro) horas.

c) Resultado de teste do tipo RT-PCR ou antígeno positivo que ateste a recuperação da Covid-19 datando de pelo menos 11 (onze) dias e menos de 6 (seis) meses.

Na França, o passaporte sanitário é obrigatório para pessoas com mais de 12 (doze) anos e exigido para entrada em locais como: bares, cafés e restaurantes, além de museus e cinemas, por exemplo. Os deslocamentos de longa distância em transporte público inter-regional também exigem a apresentação de passaporte sanitário (a lista completa de locais pode ser acessada no site do governo francês).

O passaporte sanitário é reconhecido por todos os países da União Europeia e por países que estabeleceram acordo de reconhecimento mútuo com a União Europeia.

ATENÇÃO: Desde 15 de dezembro de 2021, as regras relativas ao passaporte sanitário foram alteradas para pessoas com 65 anos ou mais, e aquelas vacinadas com Janssen, que necessitam provar haver recebido dose de reforço. Para informações complementares, consulte o site do governo francês (em francês e inglês).

 

3. Como obter o passaporte sanitário francês para turista?

Cidadãos de um país fora da União Europeia (exceto estudantes que devem fazer sua solicitação junto à "Assurance Maladie") devem apresentar os seguintes documentos:

  • Passaporte;
  • Certificado de vacinação original impresso.

Esses documentos devem incluir claramente: nome completo, data de nascimento, data da vacinação, vacina utilizada, se possível o número do lote, o número de doses injetadas e o país de vacinação.

A solicitação do certificado de equivalência de vacina pode ser feita diretamente em farmácia, na França. As farmácias que já oferecem esse serviço podem ser encontradas aqui.

O certificado pode ser armazenado no aplicativo "TousAntiCovid", para ser apresentado em locais que exigem o passe sanitário. Basta baixar o aplicativo e, em seguida, digitalizar o QR code para importá-lo. Também é possível tirar foto do certificado de equivalência de vacina gerado pela farmácia para manter uma cópia digital. Para mais informações, acesse o site Sante.fr.

Informações adicionais podem ser obtidas pelos sites:


  • Fonte: http://cgparis.itamaraty.gov.br/pt-br/entrada_na_franca.xml

segunda-feira, 27 de dezembro de 2021

As novas medidas sanitárias anunciados hoje, dia 27/12/2021


O governo francês acabou de fazer um anúncio as 19:00, não haverá reconfinamento e nem toque de recolher.


Essas são as novas medidas anunciadas:


- o reforço da vacina passou para 3 meses;


- grandes eventos limitados a 2 mil pessoas em recintos fechados e 5 mil pessoas em lugares abertos;


- concertos/shows em pé foram proibidos;


- consumir em pé em bares/cafés foi proibido; 


- não haverá toque de recolher no dia 31 de dezembro;


- utilização obrigatória de máscara nos centros das cidades;


- home office obrigatório para todas as empresas onde for possível;


- a duração de isolamento em caso de contaminação do Covid-19 e de caso contato sera definida até o final desta semana.


Fonte: ici.fr



quinta-feira, 16 de dezembro de 2021

Feiras de Natal em Paris 2021

Foto: Miriam Girardot

Champs Elysées ao Jardins de Tuileries

Como nas feiras anteriores, 120 chalés estão instalados nos Jardins de Tuileries, que vendem produtos dos quais 80% foram fabricados na França.

Para os gourmands, um espaço reúne 20 regiões francesas que servem suas especialidades culinárias. 

Datas:  20 de novembro ao 02 de janeiro

Local: Jardim de Tuileries

Metrô linha 1 Tuileries


Hôtel de Ville

Serão 10 chalés de artesãos locais, produtos orgânicos, dois carrosséis gratuitos até o dia 24/dez, com a presença do papai noel. 

Datas: 14 de dezembro ao 06 de janeiro 

Local: Place de l'Hôtel de Ville

Metrô Hotel de Ville linhas 1 e 11 

Horário: 11:00 às 21:00


Tour Eiffel

No pé da Torre Eiffel um vilarejo de Natal será instalado vários stands de produtos regionais franceses, food trucks…

Datas: 1° de dezembro ao 02 de janeiro

Local: Champs de Mars

Metrô linha 6 Bir-Hakeim


La Défense

A maior feira de Natal da região parisiense num espaço de 13.000m2, que ocupam 300 chalés, com 400m2 de decoração

Datas: 25 de novembro ao 29 de dezembro 

Local: Praça da La Défense

Metrô La Défense Grande Arche linha 1 e RER A 


Gare Saint Lazare

Datas:  metade de novembro ao 25 de dezembro

Local: Cour de Rome

Metrô linhas 3,8,9,12, 13 e 14 


Montmartre

Datas: todo o mês de dezembro ao 02 de janeiro

Local: Place des Abbesses

Metrô Abbesses linha 12

Horário: 10:00 às 17:00


Saint Germain des Près

Datas: 20 de novembro ao 26 dezembro   

Local: Place Saint-Germain-des-Près

Metrô Saint Germain des Près linha 4  


Gare de l'Est

É a feira de Natal mais antiga de Paris com produtos típicos da Alsácia, onde as tradições natalinas tiveram origem.

Datas: 01 ao 17 de dezembro 

Horario: 

9:00 - 20:00 de 2a.feira a sábado 

10:00 - 19:00 - domingo

Local: Place 11 de Novembre 1918

Metrô Gare de l'Est  linhas 4, 5 e 7


Notre Dame de Paris

Essa é uma pequena feira de Natal bem próxima da Catedral Notre Dame de Paris, que oferece produtos artesanais e gastronômicos.

Datas: 10 ao 26 de dezembro 

Local: Square René Viviani - quai Montebello

Metrô Saint Michel - Notre Dame linha 4 e RER B e C


Eglise Suédoise - Igreja Sueca

Serão 08 dias para fazer a suas compras de Natal, descobrir o artesanato e as especialidades suecas!

Datas: 26 de novembro ao 05 de dezembro 

Horário: a partir das 10:00

Local: 9, rue Médéric, 17éme

Metrô Courcelles linha 2


Fontes:

Sortiraparis.com

Stillinparis.com


quinta-feira, 4 de novembro de 2021

Perrengues em viagens - COMPRAS - Preço na etiqueta


Esta semana, meus clientes foram comprar uma bolsa de uma famosa marca em uma loja de Depto em Paris.

Escolhida a bolsa, a etiqueta com a referência do modelo com o valor era 1050€. 

O valor foi pago. Quando a bolsa estava sendo embrulhada,  a vendedora veio toda nervosa dizendo que o valor estava errado e que o valor correto era 1750€. E que eles teriam que pagar a diferença.

Ficaram mais de 1h30 discutindo. A vendedora foi enfática, sem pagar a diferença não levariam a bolsa. E nisso, cinco agentes de segurança em frente deles. Situação super constrangedora.

A bolsa era um presente. Acabaram pagando a diferença. Mas tiveram a sensação de terem sido desrespeitados como consumidores.


E foram. 


O que diz a lei francesa 


A obrigação de vender ao preço etiquetado ou apresentado na vitrina


Quando o consumidor compra um bem ou serviço, é informado do preço por meio da etiqueta. Esta exibição permite obter o seu consentimento, então um acordo que se faz sobre a coisa e sobre o preço, que forma o contrato de venda. Pode acontecer que o preço apresentado seja diferente do preço real, então o consumidor encontra-se numa situação difícil. A lei regula esta situação.


O essencial

O que diz a lei: 

O vendedor tem a obrigação de mostrar o preço para que o consumidor seja informado (artigo L113-3 do Código do Consumidor) e o vendedor é obrigado a vender pelo preço mostrado (exceto sob certas condições, como por exemplo o comprador age de má-fé). De acordo com o artigo L121-1 do Código do Consumidor, um erro no preço de um item constitui uma prática comercial enganosa.


Procedimento em caso de litígio: 

Execução a ser enviada por carta registrada LRAR ao vendedor. Na ausência de comportamento satisfatório dentro de 8 dias, encaminhamento ao juiz local ou ao tribunal distrital, dependendo do valor da disputa.


Prazo para a ação: 

O prazo de prescrição é de direito comum, 5 anos após a compra (artigo 2224 do Código Civil).


Tramitação Simplificada via Internet: 

Litige.fr permite realizar todos os trâmites contra o vendedor online, desde o envio de Reclamação de Terceiros1 gratuita até o encaminhamento para o tribunal competente.


A obrigação do vendedor de vender pelo preço exibido:

De acordo com o artigo L133-2 do Código do Consumidor, em caso de dúvida, o contrato entre o consumidor e o profissional é interpretado a favor do consumidor. Assim, se houver erro de preço, o vendedor será obrigado a vender o produto pelo preço mais vantajoso para o cliente e, portanto, o mais baixo.

No entanto, esta obrigação inclui exceções. Isso ocorre porque o consumidor não pode lucrar desonestamente com o erro de exibição:

O consumidor não pode aplicar o preço exibido quando é muito diferente do preço real, quase ridículo

O consumidor não pode aplicar o preço exibido quando o consumidor é de má-fé. Na verdade, essa exceção se aplica quando o consumidor está ciente do erro de preço durante a compra.

Nota: o simples fato de ameaçar o vendedor com uma ação judicial não constitui necessariamente uma situação de má-fé. Na verdade, esta exceção fica a critério do juiz.

Nota: as mesmas regras se aplicam quando uma promoção ou um determinado anúncio de um produto. Com efeito, o artigo do decreto de 31 de dezembro de 2008 estipula que o preço indicado obriga o vendedor a vender o bem ou o serviço oferecido pelo preço exposto.


Qual a sanção para o vendedor?

De acordo com o artigo L113-3-2 do Código do Consumidor, a violação do dever de informação sobre os preços é punida com multa até 3.000 euros para particulares e 15.000 euros para pessoas morais.


O preço a pagar não corresponde ao preço apresentado, o que fazer?


1. Tentativa de conciliação amigável com o vendedor

Litige.fr, em primeiro lugar, permite que você envie uma Reivindicação de terceiros ao vendedor. O Terceiro é uma carta de conciliação amigável com o adversário. O queixoso descreve de forma precisa o litígio entre ele e o seu adversário e explica-lhe os seus pedidos. O oponente tem oito dias para responder, sob pena de ser processado novamente. O envio desta Reivindicação de terceiros é gratuito, disponível diretamente na Internet:

Clicar aqui e optar por achat - compra


2. Processos amigáveis ​​e judiciais com Litige.fr

Sem uma resposta em oito dias, outros processos são possíveis. Inicialmente, Litige.fr torna possível enviar uma reclamação ao vendedor. Esta carta, legalmente motivada e acompanhada de declaração à secretaria do Tribunal, constitui uma advertência.

Se esta solução ainda não conduz ao resultado pretendido, Litige.fr permite-lhe convocar o oponente perante o juiz competente e resolver o litígio no Tribunal.

Clique aqui


Fonte: https://www.litige.fr/articles/obligation-vendre-prix-affiche-consommateur-fraude-erreur-affichage-droits-recours


Por que o feriado de Páscoa na França é na 2a.feira

Foto: guia_brasileira_em_paris Antes da Concordata de 1801, o feriado da Páscoa durava 8 dias (a Oitava da Páscoa), começando no domingo de ...