segunda-feira, 20 de setembro de 2021

Oh Purée ! um pequeno restaurante parisiense de cuisine française

Foto: M. Girardot

 Testando um novo restaurante, o @ohpuree_paris no 8, rue de Tournefort, no 5ème arrond., metrô Monge da linha 7.

É um restaurante bem pequeno, com paredes em pedras aparentes, um certo refinamento (guardanapo em tecido, belas taças e louças), serviço simpático, pratos bem presentados, produtos de qualidade.
É uma cuisine française tradicional incrivelmente leve !
O cardápio oferece 3 entradas, 3 pratos e 3 sobremesas, bem enxuto, isso que garante a qualidade da comida.

Fórmula Almoço de 3a.feira a sábado - 12h00-14h00

Entrada + prato ou prato + sobremesa - 24€
Entrada + prato + sobremesa - 29€

Foto: M. Girardot

Foto: M. Girardot

Visite Paris com uma guia brasileira !

🔹️guiaemparis@outlook.com
🔹️WhatsApp: +33 6 63 26 60 71
🔹️Google: guia_brasileira_em_paris_Miriam

sábado, 11 de setembro de 2021

Détaxe - Tax Free valor para solicitar o reembolso diminui de 185,01€ para 100€


Se você não reside na Comunidade Européia, se tem mais de 16 anos e está de passagem na França por um período inferior a 6 meses, poderá obter o reembolso do imposto sobre o valor atribuído (TVA) pago sobre as mercadorias que comprou durante a sua estadia.

Antes o valor mínimo de compras efetuadas no mesmo dia e na mesma loja era 185,01€ e desde o dia 01/01/2021, o valor mínimo passou a ser 100€ de compras.

Ao fazer o pagamento, solicitar o formulário de venda à exportação que deve ser assinada pelo vendedor e pelo comprador.

O vendedor sempre perguntará se você deseja receber em "cash" ou um crédito no seu cartão de crédito.

O passaporte é necessário, mas muitos aceitam verificar os dados do documento no celular.

Dependendo da loja, o "détaxe" ou o "tax free" pode ser descontado ao momento da compra. Mas você deve fazer as formalidades, a loja deve receber o formulário carimbado pela aduana nos próximos 6 meses. Caso não receba, o valor é debitado do seu cartão de crédito.

O "détaxe" ou "tax free" é efetuado no último país de saída de um país membro da Comunidade Européia.

Antes de fazer o check in na companhia aérea, tem que fazer primeiro o détaxe, porque às vezes a aduana pode pedir para ver os produtos.
Por isso, calcule o tempo para fazer o reembolso no aeroporto, considerando que às vezes pode ter uma longa fila.


Nos aeroportos parisienses há terminais PABLO, com opção em português.

Você deve escanear o código de barra do formulário fornecido pela loja.

Quando aparecer na tela verde
"OK GUIA CONFIRMADA" - o visto aduaneiro foi concedido e o procedimento terminado.

Em caso de tela vermelha, siga as instruções dadas na tela.

Com a obtenção do visto aduaneiro, você será reembolsado imediatamente num guichê de câmbio que fica próximo do terminal Pablo, se você escolheu ser reembolsado em "cash".

Onde encontrar um terminal Pablo?
Estão situados nas proximidades de um serviço aduaneiro, nos pontos de saída equipados.
Aplicativo gratuito para Smartphone:
Douane fr

quarta-feira, 11 de agosto de 2021

Como solicitar a conversão do certificado de vacina em passe sanitário francês


Inicialmente, este sistema está aberto a turistas estrangeiros que não são europeus,  já presentes em território nacional ou que cheguem até 15 de agosto de 2021. 

Os pedidos de chegada após esta data serão levados em consideração posteriormente.


Quem está interessado em solicitar o passe sanitário deve:

- ser de um país que não pertence à União Européia;

- ter 18 anos ou mais (até 30 de setembro de 2021, o passe saúde não é necessário para menores de 12 a 17 anos). Além disso, os menores de 12 anos não estão sujeitos à obrigação de passe de saúde;

- ser vacinado com uma vacina aceita pela Agência Europeia de Medicamentos ou equivalente desde:

- mais de 4 semanas após a injeção de vacinas de dose única (Johnson & Johnson-Janssen);

- mais de 7 dias após a segunda injeção de vacinas de duas doses (Pfizer, Moderna, AstraZeneca);

- mais de 7 dias após a injeção se você se recuperou de Covid-19 (neste caso, apenas uma injeção é necessária);

- Você já está na França ou na União Européia ou planeja ir para lá nos próximos dias


Como fazer a solicitação ?

Você deve enviar os seguintes documentos por e-mail (em formato pdf, jpg ou png):

- um formulário de inscrição formulaire de demande;

- o seu certificado de vacinação, elaborado de acordo com as normas do país de vacinação e com indicação clara do tipo de vacina utilizada;

- seu passaporte;

- sua passagem de volta.


Aviso: as solicitações não devem exceder 10 MB e os anexos não devem ser enviados em formato de arquivo zip. Solicitações incompletas ou outras solicitações não são processadas.


Para qual endereço você deve enviar sua solicitação? 


Para area3.covid-pass@diplomatie.gouv.fr

A solicitação deve ser enviada com o seguinte título: 

PAÍS DE RESIDÊNCIA / SOBRENOME E NOME  / Data de chegada na França no formato DD-MM-21

Por exemplo: BRAZIL / SILVEIRA MARIA / 11-08-21


Após o recebimento do código QR

Assim que sua solicitação for processada, você receberá um e-mail com um código QR. 

Você pode então imprimi-lo e apresentá-lo em papel, ou adicioná-lo ao aplicativo TousAntiCovid, para justificar o seu estado de vacinação.


Observação: Um questionário de perguntas frequentes está disponível nesta página do Ministério das Relações Exteriores em francês ou em outras línguas. 

Se você não conseguir encontrar a resposta para sua pergunta, pode nos escrever em help.covid-pass@diplomatie.gouv.fr.


Fonte: https://www.service-public.fr/particuliers/actualites/A15093

           Em francês e inglês



domingo, 18 de julho de 2021

Liberada a entrada de brasileiros vacinados na França

Foto: Miriam Girardot

Vibrando com a excelente notícia de que a partir de hoje, dia 18 de julho, os brasileiros "vacinados" poderão vir à França, sem precisar fazer quarentena de 7 dias, nem precisar apresentar teste PCR de 48 horas.


As vacinas reconhecidas pela Agência Européia do Medicamento (EMA):
- Pfizer
- AstraZeneca
- Johnson & Johnson

A prova da vacinação é válida somente na condição que permita atestar a realização de um esquema vacinal completo, e o tempo necessário após a injeção final, ou seja:
- 2 semanas após a 2a injeção de vacinas de 2 doses (Pfizer, Moderna e Astrazeneca);
- 4 semanas após a injeção de vacina de dose única (Johnson & Johnson);
- 2 semanas após a injeção única de vacinas em pessoas que tiveram Covid-19 (aqui na França e em outros países europeus, aplica-se dose única).

O turista brasileiro vacinado deve apresentar:
- justificativa do status de vacinação;
- declaração de honra atestando que não tem sintomas de infecção por Covid-19 e que não teve nenhum contato com alguém contaminado pelo vírus.

O formulário do atestado de honra pode ser baixado através deste link
https://www.interieur.gouv.fr/Actualites/L-actu-du-Ministere/Attestation-de-deplacement-et-de-voyage

Essas informações são do site do governo francês
https://www.gouvernement.fr/info-coronavirus/ressources-a-partager#section-b3152


.

quarta-feira, 14 de julho de 2021

Square Louvois - antiga Opera

 

Foto: Miriam Girardot


No séc.XVII, havia dois hotéis particulares (palacetes urbanos) contíguos no terreno que hoje é Square Louvois.
Sendo que um deles pertencia à François Michel Le Tellier, conhecido como Marquês de Louvois, daí o nome do square.
Em 1795, o Estado comprou e transformou em Teatro Nacional, sendo o oitavo teatro de Paris, mas foi o primeiro que oferecia cadeiras para os espectadores.
O Teatro Nacional rebatizado Opéra construído por Marguerite Brunet, mais conhecida come Mademoiselle Montansier, com projeto do arquiteto Victor Louis.
Inaugurado em 15 de abril de 1794, onde acolheu uma troupe de cantores criado por ela.Foi aqui que Mozart compôs "A flauta encantada" e Gaspare Spontini "La Vestale".
Napoleão Bonaparte escapou por pouco de um atentado terrorista com uma máquina infernal criada por um engenheiro italiano, o 1° da história do mundo, na rue Saint-Nicaise quando se dirigia à Ópera para assistir a "Création" de Haydin, em 24 de dezembro de 1800.
Em 1820, o Duque de Berry, herdeiro do futuro rei francês Charles X, levou facadas de Louis Pierre Louvel, na frente da Ópera. Ele acabou morrendo, o que levou o fechamento e a demolição da Ópera.
Foi transformada em jardim em 1836 por Jean-Charles Adolphe Alphand, mais conhecido como o pai dos espaços verdes de Paris, que participou do embelezamento da cidade no projeto de Haussmann.
A fonte do arquiteto Louis Visconti, foi decorada por esculturas simbolizando os rios Sena, Loire, Saône e Garona foram obras de Jean-Baptiste-Jules Klagmann, erigida em 1844.

Foto: Miriam Girardot




quinta-feira, 24 de junho de 2021

Rue de Rivoli em Paris

Foto: Miriam Girardot

A rue de Rivoli não faz referência a cidade de Rivoli, em Turim, mas à Batalha de Rivoli contra a Áustria, vencida por Napoleão Bonaparte em 1797, na Rivoli Veronese.

Então, por que não colocar o nome completo Rivoli Veronese???

Talvez para não relembrar certos detalhes da história. 

No mesmo ano de 1797, os veroneses se revoltaram contra o exército francês e massacraram mais de 400 soldados franceses que se encontravam internados nos hospitais locais, assim como todos os franceses sem distinção de idade, de sexo...
Esse massacre ficou conhecido como a "Páscoa Veronesa".

Em represália, Napoleão invadiu o estado de Veneza, exigindo e obtendo o abandono da poder da aristocracia local, acabando com a República de Veneza e a cedendo para a Áustria, que ocupou Veneza até 1866.

A extensão da rua de Rivoli possui mais de 3km, que começa da rue de Sévigné até a Place de la Concorde, sendo a parte ocidental da rua (onde se encontram as arcadas da foto) começou a ser construída no 1° Império e concluída em 1855.

A rue de Rivoli é uma das principais ruas de Paris, com um comércio de grandes marcas e bons hotéis, principalmente na área das arcadas.

O Museu do Louvre e os jardins des Tuileries encontram-se nesta rua.


terça-feira, 15 de junho de 2021

Exposição NAPOLEÃO - 200 anos da morte de Napoleão

Foto: Miriam Girardot


Por mais admirado e polêmico, Napoleão Bonaparte é uma figura complexa cuja vida oscila entre heroísmo e tragédia, vitória e derrota, avanços modernos e medidas regressivas.

Joséphine, a primeira esposa de Napoleão I

Por ocasião do bicentenário de sua morte, o RMN - Grand Palais, La Villette e Re Re / Adonis estão oferecendo uma exposição espetacular, mostrando um verdadeiro retrato de um personagem fascinante que moldou a França atual. 

Porque conhecer Napoleão é entender o mundo em que vivemos. 

Marie-Louise, a segunda esposa de Napoleão  I
que lhe deu um herdeiro.

Da ascensão ao declínio da aventura imperial, a exposição retrata em nove seções esse período crucial, desde os momentos-chave da história da França até a vida íntima e romântica do imperador.


Napoleão I como um imperador romano.
Vestido com uma toga, uma coroa de louro,
um cetro na mão e o Código Napoleônico
na outra mão, e a águia símbolo do império. 

A participação particularmente generosa do Musée de l'Armée, do Musée national du château de Fontainebleau, do Musée du Louvre, do Musée national des châteaux de Malmaison e Bois-Préau, do Mobilier national, da Fondation Napoléon e da contribuição excepcional do museu National do Palácio de Versalhes e o Trianon reuniram mais de 150 peças originais, reunidas aqui pela primeira vez. 


A condessa polonesa Marie Walewska
conheceu Napoleão I em 1807, se tornaram
amantes e tiveram um filho

Obras-primas criadas durante o Império, objetos excepcionais que pertenceram a Napoleão e criações contemporâneas se sucedem em uma jornada cronológica e educacional. 

Esse retrato de Napoleão pintado por David
é o mais emblemático


Vastas reconstruções, assim como numerosos dispositivos digitais, oferecem aos visitantes uma verdadeira imersão no coração desses momentos decisivos da história da França. 


Uma seção da exposição, projetada com a Fundação para a Memória da Escravidão, é dedicada aos temas da política colonial de Napoleão e do restabelecimento da escravidão.


Exposição NAPOLÉON 

Local: La Villette

Data: 28 de maio ao 19 de dezembro 2021

Ingresso: 18€ com data e horário marcado e 23€ bilhete aberto






segunda-feira, 7 de junho de 2021

Longa conexão no aeroporto de Paris. O que fazer ?

Foto: Miriam Girardot


Você está passando pelo CDG (Charles de Gaulle) ou Orly em Paris e terá que ficar mais de 8 horas para fazer a conexão ? 


É muito tempo para ficar dentro de um aeroporto. 


Vários passageiros em conexão aproveitam para fazer uma visita em Paris.


Eu ofereço um serviço feito sob medida:


- encontro no terminal de sua chegada no aeroporto CDG (Charles de Gaulle) ou Orly. Chegando do aeroporto de Beauvais, o encontro é na Porte Maillot, em Paris;


- a locomoção do aeroporto ao centro de Paris é feita de trem/metrô.      

Do Terminal 2 do CDG até o centro de Paris Les Halles são 39 minutos de trajeto.     Do aeroporto de Orly até o centro de Paris leva-se entre 30 e 50 minutos;


- o passeio é feito a pé, utilizando o transporte público para os grandes deslocamentos e economizar tempo;


- roteiro personalizado de acordo com os seus interesses, do seu ritmo e principalmente do tempo disponível;


- acompanhamento na volta ao aeroporto.


Me escreva para elaborarmos um roteiro bem ajustado ao tempo da sua conexão em Paris, assim que passar essa pandemia e tudo voltar ao normal !

Whatsapp: +33663266071
E-mail: guiaemparis@outlook.com
Instagram: guia_brasileira_em_paris


Depoimentos

O passeio foi espetacular, foram uma das horas mais incríveis da minha vida.
Conseguimos fazer tudo que desejávamos. 
As fotos também incríveis, e com certeza, nos veremos novamente em Paris!
Renata Carvalho e Alexandre Izuhara - Japão



Este foi um dia mágico e memorável. Ir para Paris não estava nos meus planos, mas meu vôo teve uma conexão de 10 horas no Charles de Gaulle e eu fiquei encorajado a visitar a cidade. Sem a ajuda da Miriam não teria conseguido visitar tantas atrações turísticas em tão pouco tempo. Merci Miriam, à bientôt !
Rômulo Ferreira - Rio de Janeiro

 

Olá! Viajei pra Turquia e na volta tive uma conexão de 10h. Foi minha 3ª visita à cidade e contratei a Miriam para passearmos em Paris.
Ela é uma excelente guia, me deu muitas informações, além de ser uma simpatia em pessoa! Recomendo!
Paula Oliveira - Barra Mansa-RJ

quinta-feira, 18 de março de 2021

Dia 18 de março 1871 - Comuna de Paris


A Liberdade guiando o povo de Eugène Delacroix - Museu do Louvre

No dia 18 de março de 1871, deu-se início à COMUNA DE PARIS, uma das mais importantes insurreições populares do séc.XIX e da história de Paris, que durou 72 dias.
A primeira tentativa da história, de um governo regido pelo proletariado.
OS MOTIVOS DA INSURREIÇÃO:
- o não reconhecimento do governo da Assembléia Nacional (que era em sua maioria, monarquistas);
- uma reação à derrota francesa na guerra franco-prussiana de 1870, quando Paris foi ocupada pelas tropas alemães e a população passou fome;
- a escolha de uma organização do tipo libertária, baseada na democracia direta, que deu origem ao comunalismo.
QUEM ERAM OS INSURGENTES?
Os arquivos da repressão à Comuna permite formar um retrato social dos insurgentes: trabalhadores parisienses, idade média 30 anos, muitos operários da construção civil, os diaristas, operários metalúrgicos entre outros, assalariados, sapateiros,
comerciantes de vinho, trabalhadores na edição de livros altamente politizados...
O FIM DA COMUNA DE PARIS
Erros estratégicos de combate, falta de clareza na liderança do movimento, levaram o fim da Comuna.
Adolf Thiers era o presidente do novo Governo Provisório da Defesa Nacional, que se refugiou em Versalhes e fez uma repressão sangrenta que fez cerca de 30 mil vítimas.
ALGUMAS DAS PRINCIPAIS REFORMAS DA COMUNA DE PARIS:
- o trabalho noturno foi extinto;
- jornada de trabalho de 11 horas passou a 8 horas diárias;
- uma previdência social foi instituída;
- os sindicatos foram legalizados;
- a pena de morte foi abolida;
- a Educação se tornou gratuita, laica e obrigatória;
- escolas noturnas foram criadas e todas as escolas passaram a ser de sexo misto;
- igualdade entre os sexos;
- Separação do Estado e da Igreja, que deixou de ser subvencionada pelo Estado e os espólios sem herdeiros passaram a ser do estado.
A foto do feed é da obra de Delacroix "A Liberdade guiando o povo" inspirada da revolução das Três Gloriosas de 1830 que se encontra no Museu do Louvre.

▪️Instagram: @guia_brasileira_em_paris
▪️E-mail: guiaemparis@outlook.com
▪️WhatsApp: +33663266071

terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

A Ladurée vai ser vendida ???

Foto: Miriam Girardot


Uma notícia que está dando o que falar nos últimos dias é sobre a venda da Ladurée.
Fundada em 1862, ficou famosa pelos seus macarons, mas se diversificou seus produtos (de pâtisserie, salgados além dos chaveiros, velas, écharpes…) após ter sido adquirida em 1993, pela família Holder, a mesma proprietária da rede Paul.

David Holder há 27 anos na presidência da Ladurée, fez um comunicado recentemente que está refletindo sobre uma nova estratégia para a Ladurée, ou seja, a entrada de capital através de um novo acionário (especializado no turismo e no luxo), mas que ele permanecerá como presidente da empresa.

Com a pandemia e a ausência de turistas estrangeiros, o faturamento em 2020, caiu em dois terços, para menos de 50 milhoes de euros, o que dificulta manter a estrutura da empresa, que possui 41 lojas na França, 66 lojas em 22 países e cerca de 1760 funcionários.
As lojas do Japão e do Oriente Médio são as únicas que continuam operando como antes do aparecimento do covid.

A Ladurée da Champs Elysées inaugurada em 1997, representa um terço das vendas na França. Tão elegante quanto o 1° endereço da marca, na rue Royale, n°16, é na avenida mais famosa do mundo que possui um espaço perfeito. Funciona como restaurante, salão de chá, bar e um espaço take away.

Aliás, a Ladurée foi uma das primeiras a criar o salão de chá em Paris, no período do 2° Império, em que a moda eram os cafés luxuosos.
A esposa de Louis Ernest Ladurée teve a idéia de misturar o café parisiense e a pâtisserie, surgindo assim, o salão de chá que acolhia as mulheres com toda a liberdade.

O meu endereço favorito é o da Champs Elysées, que sempre incluo no roteiro dos meus clientes.
E quase sempre sem fazer fila. 
Quando passar essa pandemia, venha fazer uma visita guiada comigo !

Instagram: @guia_brasileira_em_paris

E-mail: guiaemparis@outlook.com


WhatsApp +33 6 63 26 60 71


www.parisacidadedosnossossonhos.com



Os ursos invadem Paris

Café Les Deux Magots 
Foto: Miriam Girardot


Como os cafés e restaurantes continuam fechados, quem está ocupando os lugares dos habitués são os ursos de Gobelins (1,40cm) que surgiram em 2018, no 13ème arrond. e agora estão invadindo todos os bairros de Paris.
Um momento de doçura em meio à essa pandemia.

Oh Purée ! um pequeno restaurante parisiense de cuisine française

Foto: M. Girardot   Testando um novo restaurante, o @ohpuree_paris no 8, rue de Tournefort, no 5ème arrond., metrô Monge da linha 7. É um re...