Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 35 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


domingo, 28 de fevereiro de 2016

Santuario Nossa Senhora de Lourdes

Foto: Miriam ATG 
Há 150 anos, o Santuário de Nossa Senhora de Lourdes recebe todos os anos mais de 6 milhões de peregrinos e visitantes.

O Santuário permanece aberto o ano inteiro, 24 horas por dia.

O acesso é gratuito.

Dois períodos ritmam sua vida…

De abril a outubro, 22 lugares de culto permitem celebrar as missas em todas as línguas.

Também é possível ver as grandes celebrações, tais como a missa internacional, a procissão eucarística da tarde e a procissão marial de tochas, todas a noites.

De novembro a março, diversas celebrações também são realizadas todos os dias, tais como as missas, o Rosário, o Toque das Ave-Marias…

Historia 
Os gauleses, os romanos, os bárbaros e os mouros fortificaram sucessivamente o rochedo de Lourdes onde está edificado o Castelo Fortificado.

A partir do século IX, a cidade foi possessão inglesa e depois francesa. Durante as guerras de religião do século XVI, ela foi saqueada pelas tropas huguenotes.
No século XVII, a anexação de Bigorre à França (1607) e os progressos realizados no emprego das armas diminuíram a importância da cidadela. Ela conservou, contudo uma pequena guarnição, e tornou-se prisão do Estado (castelo).

Depois de atravessar sem muitos danos a Revolução Francesa (1789), Lourdes transformou-se, no século XIX, em uma cidadezinha aprazível. No início dos anos 1850, o castelo era ocupado por uma guarnição de infantaria. Nessa época, a cidade era apenas uma etapa para os curistas atraídos pelas águas das cidades de Barèges, Cauterets, Luz-Saint-Sauveur e Bagnères-de-Bigorre, e para os primeiros exploradores dos Pirineus a caminho do vilarejo de Gavarnie. Lourdes era então uma modesta capital de cantão de 4135 habitantes.

Entre esta gente, o moinho de Boly abrigou durante 10 anos François e Louise Soubirous e seus quatro filhos, cuja mais velha chamava-se Marie Bernarde, dita Bernadette (nascida em 7 de janeiro de 1844).

Em 1854, a família Soubirous cai na miséria: depois de perder um olho devido a um acidente de trabalho, François é acusado de roubo e encarcerado, e o moinho declara falência.

Finalmente, a cólera faz 38 mortos em Lourdes. Bernadette, acometida pela cólera e pela tuberculose, conservaria uma saúde frágil por toda a sua vida.

Em 1857, obrigada a deixar o moinho, a família refugia-se numa antiga prisão de 16 m² chamada "le Cachot".

Aos 14 anos, sem saber ler nem escrever, e sem ter feito a Primeira Comunhão, Bernadette, aflita com todos esses eventos, viveria uma experiência extraordinária.

Em 11 de fevereiro de 1858, Bernadette, sua irmã Toinette e uma amiga, Jeanne Abadie, vão buscar lenha numa gruta chamada Massabielle, situada às margens do rio Gave. Enquanto Toinette e Jeanne catam lenha, Bernadette sente como uma brisa. Ao levantar a cabeça, a menina vê na cavidade da rocha uma formosa senhora, envolta de luz, que olha para ela e lhe sorri.

Esta primeira aparição seria seguida por 17 outras.

Rio Gave de Pau - Foto: Miriam ATG 
A água, o rochedo e a luz são elementos essenciais intimamente vinculados à história das Aparições da Virgem diante de Santa Bernadette.

Estes símbolos são universais e podem ser encontrados em outras culturas e religiões.

É por isso que Lourdes é tão atraente e desloca multidões. 
Os peregrinos, visitantes e outros turistas vêm do mundo inteiro para descobrir esse lugar tão especial.

Portanto, é comum cruzar por aqui pessoas que vêm de horizontes diferentes mas que têm um objetivo comum: a busca de espiritualidade.

Foto: Miriam ATG 
Como visitar o local

Os Santuários de Nossa Senhora de Lourdes cobrem uma superfície de 52 hectares onde você encontrará 22 locais de culto. 
Alguns desses lugares de reunião são incontornáveis para que você não perca nada da sua visita aos Santuários.
Da célebre Gruta de Massabielle à Igreja Santa Bernadette, passando pela Basílica de Nossa Senhora do Rosário, parta à descoberta dos Santuários e da sua história.

A peregrinação de um dia 
Este programa destina-se a qualquer pessoa que deseja descobrir o local de Santuário durante um dia ou metade de um dia.
Diferentes propostas são oferecidas para organizar o seu dia de peregrinação:
  • Apresentação da "Mensagem de Lourdes" (conferência), vídeos;
  • Caminho da Cruz proposto pelos Santuários;
  • Missa, confissão;
  • Reza do rosário na Gruta seguida do benzimento das crianças e de suas famílias;
  • Procissões eucarística e marial com tochas;
  • Adoração Eucarística.
A não perder de abril a outubro:
  • Todas as quartas e domingos: missa internacional na Basílica São Pio X, às 09h30
  • Todas as noites, às 21h, Procissão com Tochas
  • As Piscinas estão abertas diariamente das 09h às 11h e das 14h30 às 16h. Aos domingos, acesso das 14h às 16h.
Foto: Miriam ATG 
Basílica Imaculada Conceição 
Também chamada Basílica Superior, estende-se por 51 metros de comprimento, 21 metros de largura e 19 metros de altura.
Compreende uma nave dividida em nove vãos iguais.
De estilo ogival do século XIII, foi benzida em 15 de agosto de 1871 e consagrada em julho de 1876. Em 1908, foi enquadrada por dois pináculos que a ligam ao Rosário.
Os vitrais da Basílica da Imaculada Conceição retratam a história da Virgem Maria até a proclamação do dogma da Imaculada Conceição pelo Papa Pio IX em 1854 e as Aparições de Lourdes em 1858.
O Papa Pio IX está representado num medalhão acima da entrada da Cripta.
Foto do site oficial 
Igreja Santa Bernadete
Último local de culto construído na área dos Santuários (inaugurado em 1988), a Igreja Santa Bernadette está situada em frente à Gruta de Massabielle, na margem direita do rio Gave de Pau. Esta igreja moderna, dotada de divisórias removíveis, foi edificada no lugar onde Bernadette Soubirous encontrava-se na ocasião da última aparição, em 16 de julho de 1858.
Foto: Miriam ATG
Gruta das Aparições
A Gruta de Massabielle é delimitada ao norte e a leste pelo rio Gave de Pau e dominada ao sul pelo rochedo de Massabielle.
Com 9,50 m de profundidade, é o lugar onde a Virgem Maria apareceu em 1858 para Bernadette Soubirous, uma jovem de 14 anos originária de Lourdes.
No fundo, à esquerda da Gruta, está a fonte revelada por Bernadette segundo as indicações da Santa Virgem.
A água da fonte é canalizada e alimenta os chafarizes, as piscinas e o caminho de água.
Lugar imperdível dos Santuários, a Gruta é visitada por cerca de 6 milhões de pessoas por ano.
Foto: Miriam ATG 
Basílica Nossa Senhora do Rosário
Intimamente ligada à vasta composição arquitetural dos Santuários de Lourdes.
É o elemento que forma o essencial de sua imagem, notando-se, em particular, a disposição das duas grandes rampas de forma elíptica no eixo da esplanada.
De estilo romano-bizantino, a Basílica de Nossa Senhora do Rosário, vasta cruz grega de 2 000 m2 de superfície, foi projetada como pedestal da Basílica da Imaculada Conceição, que está situada acima da Gruta.
Monumento de extremo interesse devido à ornamentação de mosaicos venezianos que estende-se sobre uma superfície de 2000 m2.
Foto do site oficial 
A Cripta
A Cripta situa-se no "Rochedo de Massabielle", entre a Basilica Superior e a Basilica do Rosário.
Ela foi inaugurada em 19 de maio de 1866 e possui uma capacidade de 120 lugares.
A Cripta constitui o primeiro santuário.
Acima da entrada encontra-se um mosaico de São Pio X.
Um longo corredor de acesso coberto de ex-votos (que agradecem a Deus e rendem-lhe graças por intermédio da Virgem Maria por todas as bênçãos recebidas) conduz a um local de silêncio e oração pessoal.
Foto do site oficial 
As Piscinas
A passagem pelas Piscinas é um momento importante para o peregrino em Lourdes.
Todos os anos, cerca de 350 000 pessoas passam por este lugar e banham-se em uma água a aproximadamente 12°C.
Uma entrada para os homens e outra para as mulheres.
Horarios
Durante a semana:
10h00 - 11h00
14h30 - 15h30
Domingo e feriados:
14h30 - 16h00
Foto do site oficial 
Basilica subterrânea São Pio X
A Basílica subterrânea São Pio X possui uma superfície de cerca de 12000 m².
Sua planta apresenta um formato oval de 201 metros por 81 metros.
Com uma capacidade máxima de 25000 pessoas, esta Basílica foi consagrada em 25 de março de 1958, na época do centenário das Aparições, pelo futuro Papa João XXIII.
Ela é decorada por 39 telas que representam diversos santos e beatos, bem como por 52 obras em gemmail (tipo de vitral constituído por pedaços de vidro colorido justapostos).

Como chegar em Lourdes - clique aqui

Onde dormir - clique aqui

Onde comer - clique aqui 

Site oficial 

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Roxane & Hélios chez Pierre Hermé em Paris

Foto: Miriam ATG 
Um caminho amoroso cheio de riscos,
entre Roxane e Hélios,  dois personagens imaginários
do Reino do Sol e da Lua.
Um convite para descobrir uma saga única,  imaginada por Nicolas Buffe,
misturando mitos ancestrais, a cultura manga, a arte renascentista e barroca.
Abra as portas do universo Pierre Hermé x Nicolas Buffe
e entre na história do Hélios e Roxane,
que será revelado ao longo de 2016.
Infiniment Vanille
Ganache ao chocolate amargo,
com baunilha de Tahiti, do México e de Madagascar,
coberto de chocolate amargo
Paineiras
Ganache ao chocolate amargo
Puro Origem do Brasil, Plantação Paineiras,
coberto chocolate amargo
Infiniment Café
Iapar Rouge du Brésil
Ganache ao café Iapar Vermelho do Brasil,
coberto de chocolate amargo

Pierre Hermé começou o métier aos 14 anos com Gaston Lenôtre. Aos 24 anos já era chef patissier. 
Trabalhou na Fauchon e na Ladurée, antes de abrir a sua própria marca em Tóquio. 
Sucesso absoluto no Japão, ele abre a sua primeira pâtissierie em Paris.
Em 2014, Pierre Hermé possui 14 pontos de venda na França, 12 no Japão, 03 em Londres, 02 em Dubai, 03 em Hong Kong e 01 no Quatar.
      Endereços da Pierre Hermé em Paris:
  • Bonaparte: 72 rue Bonaparte – 75006 Paris
    Domingo a Quarta das 10:00 às 19h00 
    Quinta e Sexta das 10:00 às 19:30 
    Sábado das 10:00 às 20:00 
  • Vaugirard: 185 rue de Vaugirard – 75015 Paris
    Segunda a Quinta das 10h00 às 19:00 
    Sexta e sábado das 10:00 às 20:00 
  • Domingo das 9:00 às 17:00
  • Cambon: 4 rue Cambon – 75001 Paris
    Segunda à domingo das 10:00 às 19:30

    Opéra: 39 avenue de l’Opéra – 75002 Paris
    Segunda à Domingo das 10:00 às 19:30  
  • Publicis drugstore: 133 avenue des Champs Elysées – 75008 Paris
    Todos os dias das 10:00 às 22:00 
  •  
  • Galeries Lafayette: 40 boulevard Haussmann – 75009 Paris
  • Espace Chaussures et Souliers (andar -1)
  • Espace Créateurs (1° andar)
  • Segunda a sábado das 9:30 às 20:00 
  • Quinta das 9:30 às 21:00
  • Galeries Lafayette  Maison: 35 boulevard Haussmann – 75009 Paris
    Segunda a sabado das 9:30 às 20:00
  • Quinta das 9:30 às 21:00
  • Paul Doumer: 58 avenue Paul Doumer – 75016 Paris
    Segunda das 13:00 às 19:30
    Terça a domingo das 10:00 às 19:30
  • Printemps Parly II: Avenue Charles de Gaulle - 78150 Le Chesnay
    Espace Luxe (1° andar)
    Segunda a sexta das 10:00 às 20:30
    Sábado das 10:00 às 19:30 
  • Malesherbes: 89 Boulevard Malesherbes – 75008 Paris
    Segunda a domingo das 10:00 às 19:30 
  • Marais: 18 rue Sainte-Croix-de-la-Bretonnerie – 75004 Paris
    Segunda a domingo das 10:00 às 22:30 
  •   

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Feira Internacional da Agricultura 2016 em Paris


Desde pequena, tinha o hábito de ir à Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina, em abril de cada ano, que é um grande evento na região. 

Se eu já gostava o de Londrina, a Feira Internacional da Agricultura de Paris, é o máximo !

Essa feira começa no dia 27 de fevereiro até o dia 06 março 2016, no Centro de Convenções Porte de Versailles. 

No ano passado cerca de 700 mil pessoas visitaram a feira. 

O Concurso Geral Agricola foi criado em março de 1870, no Palácio da Indústria, na Champs Elysées. 
Quando reuniram no centro de Paris, animais para abate, aves e produtos lácteos, produtos agrícolas e máquinas agrícolas. 
Rapidamente, os animais reprodutores foram introduzidos no Concurso Geral Agrícola (CGA) em 1876, que lançou a seleção de raças francesas.
Enquanto isso, o concurso de produtos seguia seu desenvolvimento: o evento se expande, a fim de fornecer um quadro mais completo da agricultura nacional e tornou-se a partir de 1909, a "Semana da Agricultura em Paris".

O Concurso Geral Agricola (CGA), que representa a riqueza e a qualidade do patrimônio francês, selecionando e premiando os melhores produtos e vinhos (du terroir) francês e os melhores animais reprodutores. 
Organizado sob controle estatal e seguindo um processo rigoroso de pré-seleções e seleções, o CGA é reconhecido pela sua imparcialidade e o valor de seus resultados. 
Etiqueta encontrada nos produtos franceses
A Feira Internacional da Agricultura tornou-se o maior evento agrícola francês,  é uma vitrine exemplar da agricultura, no sentido mais amplo, que representa as organizações de produtores, e continua a ser mais do que nunca, o principal evento de genética e melhoramento. 

Grandes redes de varejo e empresas de transformação, cada vez mais envolvidos na política de rastreamento frente aos consumidores, juntaram-se ao evento em 1996. 

Foto: www.finedininglovers.fr
A feira tem a participação de 1050 expositores e cerca de 4 mil animais, oferecendo muitos entretenimentos diários e uma atmosfera festiva, que sempre surpreende pela sua variedade de animais, a diversidade e riqueza das exposições.

Sem falar que há uma estrutura excelente para as crianças com ateliês,  jogos, filmes, degustações, brindes, etc.

E se a França oferece um evento desse porte é porque continua a ser a primeira potência agrícola da Europa. 

Um das primeiros produtores mundiais de cereais, açúcar (de beterraba), produtos lácteos e carne bovina.  

Sem esquecer de dizer que é o primeiro produtor mundial de vinho.


Datas: 27 de fevereiro a 06 de março 2016

Horário:  9h00 às 19h00

Local: 1, Place de la Porte de Versailles, 15eme. arrond.

Ingressos: 
Tarifa normal: 13 €
Tarifa reduzida: 6 € para crianças de 6 a 12 anos

Metrô: 
Linha 12 Porte de Versailles 
Linha 8 Balard 

Tranway:
Linha T2 - parada "Porte de Versailles"
T3 - parada"Porte de Versailles"

Ônibus:
Linha 80 - parada  "Porte de Versailles"  
Linha 39 - parada  "Desnouetets" ou Porte d'Issy" 

Acesse o Mapa 


sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Feira Mundial de Tatuagem 2016 em Paris


Para os aficionados por tatuagem, acontece em Paris nos dias 4, 5 e 6 de março 2016, a Feira Mundial de Tatuagem.

Com participação de tatuadores locais,  americanos, canadenses, espanhóis, ingleses, gregos, holandeses, italianos,  tailandeses, japoneses, até dois brasileiros ! 

Pode-se ver os artistas trabalhando e ser tatuado no local, além das exposições, shows, palestras, venda de materiais para os profissionais, etc.

Haverá a presença de vários food trucks durante a feira.

Local: Grande Halle de la Villette - 211, avenue Jean Jaurès, 19eme. arrond.

Horarios:
6a.feira e sábado - 12h30 à meia-noite
Domingo - 11h30 às 19h00

Metrô: Porte de Pantin linha 5 

Ingressos - preços diferenciados

6a.feira e sábado: 
30 € comprando antecipadamente
32 € comprando no local
20 € para jovens de 12 a 16 anos

Domingo:
25 € comprando antecipadamente 
27 € comprando no local
18 € para jovens de 12 a 16 anos

Passe para os 3 dias: 
60 € comprando antecipadamente 
65 € comprando no local
40 € para os jovens de 12 a 16 anos

Gratuito para jovens até 11 anos desde que acompanhados e munidos de documento

Comprando antecipadamente on line

Fonte: Que faire à Paris



quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Grande Feira de Arte Abordável 2016 em Paris


Começa no dia 26 de fevereiro 2016, a 17a. Grande Feira de Arte Abordável de Bellevilloise, onde cerca de 40 artistas plásticos, pintores, escultores, fotógrafos venderão cerca de 400 obras originais, assinadas e certificadas. 

O ponto em comum de todas as obras é o preço de venda atraente sem passar por um marchand, mesmo os organizadores do evento não serão comissionados.
Os preços são bem atraentes, variam entre 50 € e 5.000 €.

Recordando que a criação dessa Grande Feira de Arte Abordável nasceu em na seqüência de uma crise financeira que atingiu drasticamente os artistas. 

O local, Bellevilloise, sempre teve como vocação permitir o acesso de pessoas modestas à educação política e à cultura, foi escolhido justamente para atrair um publico que tem reticências em entrar em galerias de arte. 

La Bellevilloise: 19-21, rue Boyer, 20eme. arrond.

Datas: 26 a 28 de fevereiro 2016

Horarios:
Dia 26/02 - 6a.feira: 14h00 às 20h30
Dia 27/02 - sábado: 11h00 às 20h30
Dia 28/02 - domingo: 11h00 às 20h30

Ingresso: 5€  gratuito para jovens até 13 anos

Acesso
Metrô: estação Ménilmontant linha 2 e estação Gambetta linha 3 



quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Laouz uma nova pâtisserie oriental em Paris

Foto: Miriam ATG 
Sexta-feira da semana passada, passando pela rue Saint Honoré com um amigo, nos deparamos com uma vitrine de pâtisserie que nos chamou a atenção pelo seu doces coloridos, eram doces orientais revisitados.
Foto: Miriam ATG 
Acabamos entrando, pedimos permissão para tirar fotos e acabamos conversando com o gerente.
Foto: Miriam ATG
A Pâtisserie Laouz foi inaugurada há pouco mais de um mês. 
Na verdade, ali funcionava uma outra patisserie oriental "La Bague de Kenza" que oferece doces algerianos de qualidade, e que ainda possui outras lojas em Paris.
Foto: Miriam ATG
O espaço é pequeno, mas bem aconchegante, decorado num estilo oriental apurado. 
Foto: Miriam ATG 
Com algumas mesas no fundo, com mais duas salas pequenas no andar de cima e quando o tempo permite, algumas mesinhas na calçada.
Sala superior - foto: Miriam ATG
Sala superior - foto: Miriam ATG 
Além das 200 variedades de doces, servem lanches e refeições.
Foto: Miriam ATG 
Tudo tinha uma cara tão boa que acabamos jantando no Laouz.
Foto: Miriam ATG 
A funcionaria disse que faria uma exceção e que poderíamos pedir o Formula do Almoço (Formule Déjeuner) à 18 €: 
entrada + prato + sobremesa, que na verdade é válido apenas para o almoço de 2a.feira à 6a.feira até às 15h30.
Foto: Miriam ATG
Nessa Formule Déjeuner há três escolhas para a entrada e prato principal:
Salada Laouz
Massa folhada com queijo de cabra ao manjericão
Sopa tradicional: Chorba (sopa de legumes marroquina) ou Sopa de Lentilha (sopa argelina) 
Chorba - foto: Miriam ATG
Massa folhada com queijo de cabra e manjericão - foto: Miriam ATG 
Prato principal:
Tajine é a panela feita de barro que resiste à temperaturas elevadas - foto: Miriam ATG
Tajine de frango ao limão e azeitonas 
Tajine de Kafta com ovos
Tajine au Legumes

Tajine de frango, limão e azeitonas - foto: Miriam ATG 
Sobremesa :
Pâtisserie do dia
Mouhalabia - sobremesa libanesa com pistache - foto: Miriam ATG  
Os pratos são generosos e completamos com um chá de hortelã.
Tudo estava delicioso.

É isso que gosto em Paris, a diversidade gastronômica por ser uma cidade cosmopolita !

Laouz: 136, rue Saint Honoré - 1eme. arrond.
Aberto todos os dias
Horário de funcionamento: 11h00 às 22h00



segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Carnaval das Mulheres 2016 em Paris


O Carnaval das Mulheres é inspirado no "Dia das Lavadeiras" - fête des reines des blanchisseuses, que é comemorado na Mi-Quaresma (que é a quarta quinta-feira da Quaresma), festejado desde a Idade Média, mas que depois de 1946, essa festa havia cessado em Paris, tendo retornado somente em 2009.

No Brasil, esse carnaval fora de época é chamado de "Micareta", inspirado nessa grande festa feminina e popular francesa. 

Na Mi-Quaresma era eleita uma rainha que abria o baile.

O próximo carnaval das Mulheres é no dia 06 de março 2016 !

Palavra de ordem: as mulheres vestidas de rainhas e os homens de mulheres.

Participem, venham fantasiados como desejarem, o importante é participar !

A rã vestida e com uma coroa na cabeça ilustrada no cartaz é porque as lavadeiras, que são as vedetes da festa, tinham contato permanente com a água, motivo pelo segundo nome dado à Mi-Quaresma parisiense: a Festa das Rãs.    

Começa a partir das 13h00, mas a saída do desfile começa às 15h00 na Place du Châtelet.
Passando pela Boulevard de Sebastopol (na calçada à direita)
Cruzando a rue de Rivoli
Rue de Rivoli (na calçada esquerda)
Rue Saint-Martin
Rue Saint-Merri 
Rue Sainte Croix de la Bretonnerie
Rue Vieille du Temple
Rue des Rosiers
Rue Ferdinand Duval Street
Cruzando a rue de Rivoli
Rue de Rivoli (na calçada do lado ímpar)
Place de l'Hôtel de Ville
Término às 18h00

Observação - se a Prefeitura de Paris recusar que o término do desfile seja na Place de l'Hôtel de Ville, o percurso do desfile será assim:

Rue de la Coutellerie
Avenue Victoria 
Boulevard Sébastopol
Place du Châtelet 


quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Patisserie Sthorer em Paris

Foto: Miriam ATG
Nicolas Stohrer aprendeu a arte da patisserie à Wissembourg, na cozinha do rei Stanislas de Polônia.
Graças à uma brioche polonesa seca que o rei Stanislas trouxe de uma viagem, o patissier inventa o Baba, quando decidi molhar a brioche seca com vinho de Malaga, perfumando com açafrão e acrescentando um creme, uvas frescas e secas também.

Foto: Miriam ATG 
Como o rei polonês estava lendo os Contos de Mil e Uma noites, fascinado pelo personagem do romance, ele batiza o doce de "Ali baba".  
Quando a filha do rei, Marie Leszczynska, se casa com o rei francês Louis XV, em 1725, o patissier Nicolas Stohrer a acompanha à corte de Versalhes.
Em 1730, ele abre a sua pâtisserie, hoje considerada uma das mais antigas de Paris.


Com o tempo, o doce se transforma em "baba au rhum", sendo o creme substituído pelo chantilly.
Atualmente, propõem três variações:
Ali Baba
Baba au rhum
Baba com chantilly 
O éclair au chocolat é considerado um dos melhores de Paris 
Em abril de 2004, na ocasião dos 100 anos da "Entente Cordiale" (uma série de acordos assinados em 1904 entre a França e a Inglaterra), a rainha Elizabeth II, acompanhada pelo prefeito de Paris da época, Bertrand Delanoê, esteve na Pâtisserie Sthorer. 

Foto: AFP 


Mapa da Patisserie Sthorer


Pâtisserie Sthorer: 51, rue Montorgueil, 2eme. arrond.

Aberto todos os dias das 7h30 às 20h30

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

Le Frigo à Paris - um local de mistura vertical artistica

Foto: Miriam ATG 
"Les Frigos" é um local de criação e de produção artística situada no 13eme. arrondissement de Paris, entre a Biblioteca Nacional e a Universidade Paris-Diderot Paris VII).

Foto: Miriam ATG 
Inicialmente era um armazém ferroviário refrigerado de Paris-Ivry construído em 1921, que servia para estocar as mercadorias alimentícias transportadas pela SNCF (Sociedade Nacional de Caminho de Ferro), de 1919 a 1971, até que Les Halles de Paris (grande feira no centro de Paris) foi transferida ao Mercado de Rungis, ao lado do aeroporto de Orly, tornando-se um terreno industrial baldio. 

Foto: Miriam ATG
Vazia, ela foi alugada à pequenos industriais e nos anos 70, o lugar passou a atrair artistas, músicos e artesãos, pelo seu tamanho, ela qualidade da sua isolação térmica e acústica. 

Ocuparam os andares transformando em ateliês, estúdios de música, estúdios de fotografia, de dança…

Art Street de Claude
Foto: Miriam ATG 
Desde os primeiros ocupantes,  artistas ou não, logo fizeram acordos para ocupação e pagamentos de aluguel. 

Em 1985, tornou-se um lugar de alta atividade artística parisiense.

Foto: Miriam ATG 
Depois da mudança de proprietário, pois a SNCF vendeu o local para a Prefeitura de Paris em 2003, houve uma restruturação do bairro, e apesar da prefeitura querer transformar o local em centro de negócios, o "Frigo" manteve-se como uma referência entre os novos territórios da Arte Contemporânea.  

Mais de uma centena de locatários trabalham no local, onde há 90 ateliês. 

Quinze profissões diferentes exercem atividades que vão desde pequenas produções industriais indústrias à publicação, artesanato,  artistas plásticos, micro-empresas e associações para assegurar o funcionamento das salas de teatro, dança e música. 

Foto: Miriam ATG
Este é a primeiro lugar na França que realizou, por mero acaso, um local profissional de "mistura vertical", que reúne as profissões mencionadas.
Autor desconhecido
Foto: Miriam ATG 
O desejo de muitos dos inquilinos é um posicionamento  em termos legais em local de "atividade produtiva", inserido oficialmente no programa de desenvolvimento Paris Rive Gauche, no 13eme. arrondissement.

Mas a Prefeitura de Paris pretende em breve aumentar o preço dos aluguéis, alinhando ao preço imobiliário atual do bairro que se  modernizou, o que fará com que muitos serão obrigados a deixar o local.
São os efeitos da gentrificação (da palavra inglesa gentrification), que é um fenômeno que afeta uma região ou bairro pela alteração das dinâmicas da composição do local, tal como novos pontos comerciais ou construção de novos edifícios, valorizando a região e afetando a população de baixa renda local. 
Tal valorização é seguida de um aumento de custos de bens e serviços, dificultando a permanência de antigos moradores de renda insuficiente para sua manutenção no local cuja realidade foi alterada.

Para se ter uma idéia do valor dos aluguéis, varia de 500 a 2.700 € (em 2010).

Art Street de Kevin Shadeek
Foto: Miriam ATG
O "Le Frigo" localiza-se no n° 19,  rue des Frigos, no 13eme. arrond.

O local pode ser visitado, sendo possível conhecer alguns ateliês, dependendo da disponibilidade dos artistas.