Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 35 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


quinta-feira, 27 de julho de 2017

Festas reais no Castelo Clos Lucé de Leonardo Da Vinci


O rei Francisco I, grande admirador do talento de Leonardo da Vinci, o convidou para vir trabalhar na França, em 1516, nomeando-o primeiro pintor, engenheiro e arquiteto do rei.

Da Vinci aceitou o convite e se instalou no Castelo Clos Lucé, em Amboise, no Vale do Loire, onde trabalhou e viveu os últimos três anos da vida dele. 

Uma criação teatral inédita, "A Festa Secreta" dirigida por Didier Girauldon , juntamente com o grupo musical do Banquete do Rei dirigido por Olivier Gladhofer, organizando um "Bal Renaissance - Baile Renascentista" que será realizado no dia 04 e 11 de agosto 2017, para voltar ao ambiente do esplendor italiano que Leonardo da Vinci costumava realizar.

Inicio do espetáculo às 21h30.

Sieur Sausin, especialista em cozinha histórica, propõe uma degustação de cinco pratos da Renascença, que será servido no Terrasse Renaissance,  a partir de 2,50 €.

Compra de bilhetes on line 


domingo, 23 de julho de 2017

Um cachalote no Sena, em Paris

Foto: img.huffingtonpost.com
Nesta ultima sexta-feira de manhã, muitos parisienses e turistas se depararam com um cachalote de 20 metros de comprimento sobre o Quai de la Tournelle, próximo à Catedral de Notre Dame de Paris.

O cachalote, apesar do realismo impressionante, é uma obra de arte em plástico, criado por um grupo de artistas ecológicos belgas: Captain Boomer, criado em 2007. 

O objetivo é aumentar a conscientização sobre o clima e os danos causados pela pesca excessiva.  

Operação semelhante foi feita em Rennes, Londres, Scheveningen (Holanda), Valência (Espanha) e em várias cidades belgas como Antuérpia e Oostende.

Foto: masahable.com

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Exposição "Christian Dior, Couturier du Rêve - Costureiro de Sonhos" em Paris


O Museu de Artes Decorativas celebra os 70 anos de criação da Maison Christian Dior com a exposição "Christian Dior, Couturier du Rêve - Costureiro de Sonhos".

Esta exposição, rica e densa, convida os visitantes a descobrirem o mundo do seu fundador e dos costureiros renomados que o sucederam: Yves Saint Laurent, Marc Bohan, Gianfranco Ferré, John Galliano, Raf Simons e Maria Grazia Chiuri. 

Emoções, histórias de vida, afinidades, inspirações, criações e afiliações são mostradas nesta seleção de mais de 300 vestidos de alta costura criadas de 1947 até os dias atuais.

Apresenta centenas de documentos (ilustrações, esboços, fotografias, cartas e manuscritos, materiais de marketing…) e artigos de moda (chapéus, jóias, bolsas, sapatos, frascos de perfume…). 
E se Christian Dior foi também um amante das artes e dos museus, seus 70 anos de criação dialogam com os quadros, móveis e objetos de arte. 

Essas obras enfatizam e prolongam o olhar de Christian Dior, explorando as ligações entre a sua arte da costura e todas as formas de arte, definindo a marca Dior. 

Os dois curadores da exposição, Florence Müller e Olivier Gabet, propõem um percurso cronológico e temático reunindo os espaços dedicados à moda, num espaço de 3.000m2. 

Sitehttps://www.grazia.fr


Datas:
05 de julho 2017 ao 07 de janeiro 2018
De 3a.feira à domingo

Horarios:
Das 11h00 às 18h00

Local:
Musée des Arts Décoratifs
107, rue de Rivoli, 1er arrond

Acesso: 
Metrô: Tuileries linha 1 e Palais Royal/Musée du Louvre  linha 7  

Ingresso: 
11€ tarifa normal 
8,50 € tarifa reduzida


Enduro de patinação em Paris


Venha assistir ou participar do enduro de 6 horas de patinação em Paris, desde os iniciantes aos avançados! 

Sozinho ou em equipe, venha participar da maior corrida de resistência realizada em Paris! 

O princípio é simples: fazer o maior número de voltas durante 6 horas em solo ou em equipes de 2 a 5 skatistas.

O percurso de 2,6 km, localizado no Bois de Boulogne, que estará completamente fechado ao tráfego de veículos. 

A corrida terá início às 11 horas e a corrida terminará às 17h. 

Os ganhadores subirão ao pódio.

Além das iniciações gratuitas à patinação, haverá muitas outras atividades esportivas no local.  

Este evento gratuito é aberto a todos e grandes prêmios para ganhar!

Data: 
06 de agosto 2017 

Horário: 
Das 10h30 às 17h30

Local:
Bois de Boulogne - Avenue de l'Hippodrome -75016 Paris

Acesso:
Metrô: Porte d'Auteuil ou Jasmin linha 10 
RER C Boulainvilliers

Preço para inscrição:
Categoria Solo - 55 €  
Categoria Duo - 60 € 
Categoria Equipe (3-5) - 90 €

Iniciação gratuita à patinação às crianças e adultos iniciantes com monitores 

Site oficial: http://www.6hdeparis.fr/en/



Festival Lollapalooza em Paris


O Festival Lollapalooza em Chicago é considerado o maior festival do mundo, que acontece a cada verão, com 120 000 espectadores por dia.
O festival nasceu nos Estados Unidos, no início dos anos 90. 
Pela primeira vez, o Festival Lollapalooza chegou à Paris com grandes estrelas: The weeknd, London Grammar, The Roots, Red Hot Chili Peppers, Lana Del Rey, The Pixies...

Sábado - dia 22 de julho 2017
The weeknd - Imagine Dragons - London Grammar - The Roots - The Hoves - FP - Martin Solveig - Tchami Skepa - Glass Animals - Milky Chance - Kaleo - Tchami Skepta - Glass Animals - Milky Chance- Kaleo - Yello Claw - Olivier Heldens - Crystal Fighters - Jauz - Joyryde - Bear's Den - Black Tiger Sex Machine - Tiggs Da Author - Anna Kova - Jeremy Loops - Max Jury - Moksi - Cinnamon

Domingo - dia 23 de julho 2017
Red Hot Chili Peppers - Lana Del Rey - DJ Snake - Alt-J - Pixies - Marshmello - IAM - Liam Gallagher - Editors - La Femme - Walk Off The Earth - Rival Sons - Don Diablo - Alan Walker - Slushii - Nghtmre - Tom Odell - Seasick Steve - Oscar and The Wolf - Don Broco - Tess - Henri Pfr - Seasick Steve - Oscar and The Wolf - Don Broco - Tess - Henri Pfr - Dustycloud - Kikkr

Local:
Hippodrome de Longchamp

Acesso:
Metrô Boulogne Pont de Saint-Claude  linha 10 
Ônibus 241 - parada Hippodrome de Longchamp 
önibus 244 - parada Les Moulis

Horario:
Das 14h00 à meia-noite

Ingressos:
Passe 1 dia - 79 € adulto e 15 €
Passe 2 dias - 149 € adulto e 25 € criança

Site oficial:

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Museus e monumentos abertos em Paris no feriado de 14 de julho

crédit: cdn-az.allevents.in 

MUSEUS
Os museus municipais estarão fechados, ao contrário dos museus nacionais e privados que estarão funcionando normalmente:

* Museu d'Orsay  musée d'Orsay
* Musée Picasso  musée Picasso
* Musée Rodin  musée Rodin
* Museu das Armas musée de l'Armée - Hôtel des Invalides - não perca a exposição l'exposition Churchill-De Gaulle
* Museu du Luxembourg  musée du Luxembourg; ne manquez pas l'exposition sur les Tudors
* Museu Quai Branly musée du Quai Branly
* Museu de Montmartre musée de Montmartre
* Museu do Ar e do Espaço musée de l'Air et de l'Espace
* Museu Grévin  musée Grévin
* Zoologico de Vincennes zoo de Vincennes
* Museu de Artes de Diversao  musée des Arts Forains
* Instituto do Mundo Arabe Institut du Monde Arabe
* Museu Nacional de Arte Moderna  Musée national d'art moderne - Centre Pompidou
* Museu de l'Orangerie Musée de l'Orangerie  aberto somente no inicio da tarde
* Museu Marmottan Monet
* Museu da Idade Média Cluny
* Museu de Historia Natural
* Museu Guimet
* Pavillon de l'Arsenal
* Espace Dali
* Museu Jacquemart-André
*Museu Nacional da Historia da Imigração
* Museu du Judaismo

MONUMENTOS
* Torre Eiffel  tour Eiffel - aberto até as 14h00 - venda de ingressos até 12h30, será fechado para os preparativos do concerto e da queima de fogos de artificio à noite
* Torre Montparnasse  tour Montparnasse
* Arco do Triunfo 'Arc de Triomphe - abertura a partir das 15h00 às 21h30
* Panteão Pantheon
* Santa Capela Sainte Chapelle
* Torre da Catedral Notre Dame de Paris  tour de Notre Dame
* Castelo de Versalhes Chateau de Versailles
Fonte: 
https://www.parisinfo.com/visiter-a-paris/infos/guides/musees-et-monuments-ouverts-le-14-juillet


sábado, 8 de julho de 2017

Dançando em Paris durante o verão 2017

Foto: Miriam ATG 
Durante todo o verão é possível dançar em vários lugares em Paris, seja ao ar livre,  à beira d'água, à sombra das árvores, nos bares, nos barcos…  

Bailes Folks
Como a cada ano, os bailes folks acontecem ao ar livre com a Orquestra de Folk en Seine.
Na programação: instrumentos acústicos tradicionais (violino, flauta, acordeão, viela…) e cantos para responder e dançar, rondas!
A Association Folk en Seine oferece um baile gratuito de dança folk, tradicional e folclóricas da Bretagne, Auvergne, Alsace, Morvan… e de todas as épocas (França e Europa), danças em grupo e danças à dois no Parc de Belleville (20eme arrond).
Danças parisienses modernas: valsa, impares, mazurkas assimétricas...

Todas as 4as e 5as feiras e sábados das 19h30 às 23h30, no Quais Saint Bernard, no 5eme arrond.
Aberto à todos (não importa a idade) e gratuito !

Site oficial https://sites.google.com/site/folkenseine/

Foto do site allevents.in
Bailes Latinos
É o 9° verão consecutivo que a Caravana da Salsa nos convida para dançar nos parques parisienses:
  • Sábado - 15 de julho - Parc Georges Brassens, 15eme arrond  
  • Sábado - 22 de julho - Parc André Citroën, 15eme arrond
  • Sábado -19 de agosto - Parc de Belleville, 2Oeme arrond
  • Sábado - 02 de setembro - Parc de Choisy, 13eme arrond
  • Sábado - 16 de setembro - Parc de Bercy, 12eme arrond
  • Sábado - 30 de setembro - Parc de Belleville - Paris 20 arrond

Do Rock à salsa passando pelo swing
O PUC - Paris Université Club propõe uma excelente programação:
Toda 4a. e 5a.feira na esplanada Jussieu, Jardin Tino Rossi e Quais Saint Bernard ( 5eme arrond) a partir do dia 14 de junho até o  início de setembro.
Toda 3a. e 6a.feiras e sábados à noite na praça do MK2 Bibliothèque (13eme arrond), a partir do dia 11 de julho até o início de setembro.
  • Terça-feira : ROCK ao MK2 Bibliothèque das 19h30 às 22h (a partir do dia 11 de julho)
  • Quarta-feira :  LINDY HOP em julho, ROCK em agosto no Quais de Seine das 19h30 às 23h (a partir do dia 14 junho)
  • Quinta-feira : WEST COAST SWING no Quais de Seine das 19h30 às 23h (a partir do dia 15 junho)
  • Sexta-feira : ROCK ao MK2 Bibliothèque das 19h30 às 23h (a partir do dia 14 junho) 
  • Sábado : SALSA em julho e WEST COAST SWING em agosto das 19h30 às 23h (a partir do dia 15 julho)
Acesso em metrô: 
Quai de la Gare linha 6  
Bibliohèque François Mitterand  linha 14

Site oficial http://puc.paris/danses/
GRATUITO !


sexta-feira, 7 de julho de 2017

La Nuit aux Invalides - Noite nos Inválidos 2017 em Paris


Desde o dia 06, começou  "A Noite nos Inválidos - La Nuit aux Invalides", um espetáculo envolvente, único em sua história, por seu tamanho, sua cor e sua magia!

Experimente a epopéia cavalheiresca deste lugar atemporal.
Venha conhecer os titãs que se sucederam neste lugar, trazendo sua contribuição inesquecível à imortalidade do Hôtel des Invalides, dos gauleses à Louis XIV, de Napoleão aos grandes homens e chefes militares que fizeram a história da capital. 

Durante 50 minutos, um percurso original e inédito,  um show iluminado através de mil velas na Igreja ao encontro de Vauban, Lyautey, Foch, entre outros em volta do túmulo de Napoleão I.



Datas: 
06  à 31 de julho 217
4a., 5a., 6a. feira e sábado das 22h30 à meia-noite

01 de agosto à 02 setembro 2017
4a., 5a., 6a. feira, sábado e domingo das 22h00 à meia-noite

Local:
Hôtel des Invalides
129, rue de Grenelle, 7eme arrond
Metrô: La Tour-Maubourg linha 8 e Varenne linha 13

Ingresso: 
Comprando antecipadamente - 18 € tarifa normal - 15 € tarifa reduzida - grátis para menores de 7 anos

Comprando no local - 20 € tarifa normal - 17 € tarifa reduzida - grátis para menores de 7 anos



quarta-feira, 5 de julho de 2017

Cidra ou Sidra ?

Foto: Miriam ATG
Aqui na França, escreve-se "cidre", bebida que contém 2 a 8% de álcool obtido à base da fermentação do suco de maçã.

Me lembro que no Brasil, quando eu era criança, ouvia dizer que a sidra era o champagne do pobre.

Aqui na França, a sidra é tradicionalmente consumida quando se come crepes.
Mas também para acompanhar o peixe, desde que seja seco e acidulado (brut).
Uma sidra mais adocicada (doux) para comer uma torta de maçã.
Ou simplesmente, beber a sidra como um aperitivo.

Foto: Miriam ATG 
Bebida conhecida desde a Antiguidade, os egípcios e gregos apreciavam seus poderes refrescantes e principalmente curativos. 

Na Idade Média (século XII), graças aos monges que cultivavam macieiras em seus mosteiros,  o cultivo de maçãs se espalhou na Normandia. 

A introdução de algumas variedades de maçã trazidas da Espanha para a França, por Charles o Malvado, no século XIV, permitiu produzir uma sidra de melhor qualidade, embora nesta época, o vinho era a bebida favorita dos senhores e a cerveja era a bebida do povo.

Algumas décadas mais tarde, Charles IX decidiu erradicar os vinhedos normandos que eram de má qualidade, liberando as terras para desenvolver o cultivo de macieiras, o que fez com que a Normandia se tornasse a primeira região produtora de sidra na França. 

No século XIX, o consumo de sidra começou a crescer. Infelizmente, a guerra de 1914/1918 parou esta dinâmica, por um lado pela descoberta de vinho e da cerveja pelos soldados, por outro lado, pelo início do êxodo rural que levou o declínio gradual do cultivo da maçã. 

Em menos de um século, o consumo de sidra passa de 60 litros por habitante para menos de 2 litros, enquanto o vinho é consumido 44 litros por habitante e a cerveja 20 litros por habitante.

Hoje, os profissionais da indústria de sidra tenta inverter o seu consumo, privilegiando a sua qualidade através das variedades de maçãs escolhidas e de um controle técnico cada vez mais exigente.

A chave para desenvolver um sabor mais rico é a mistura de variedades de maçãs. Hoje fui à um produtor local, o Grandoeut, e lá eles misturam vinte variedades, enquanto outras chegam a misturar até 50 variedades de maçãs,  até que cada produtor encontre o seu bouquet perfeito.
Imaginem que há mais de 400 tipos de sidra.

Variedades de maça 
A colheita da maçã começa a partir de outubro. Uma média de 30 toneladas por hectare.
A cada 100 kg de maçãs obtém-se 75 a 80 litros de suco. 
Depois de terem sido prensadas, o suco extraído das maçãs chamado mosto e um resíduo sólido, o bagaço. Recuperando o mosto que é colocado em tanques onde a fermentação começa.

Foto: Miriam ATG 

Há 9 milhões de macieiras na Normandia, em ambos os lados do rio Sena, produzindo 530 mil litros de sidra por hectare.

A Normandia é uma região belíssima, principalmente na primavera, quando as macieiras estão floridas, variando do branco ao rosa.

Macieiras em flor - foto: Miriam ATG 
Em 1975 foi criada a "Route du Cidre - Rota da Sidra" para a valorização da bebida nos vilarejos do Pays d'Auge (Baixa-Normandia): Cambremer, Beuvron en Auge, Beaufour, Bonnebosq, Grandouet, Rumesnil, Victot-Pontfol, St Aubin-Lebizay, La Roque Baignard, Druval, Crevecouer en Auge… 
Basta seguir as placas "Route du Cidre" e você encontrará os produtores locais, onde a visita às caves são permitidas, seguida de uma degustação e comercialização da sidra. 
Foto: Miriam ATG 
A Rota da Sidra nos oferece um percurso numa região com belíssimas paisagens, a arquitetura rural dos vilarejos e das fazendas em estilo enxaimel...

Casa rural em estilo enxaimel - foto: Miriam ATG 
Uma outra bebida local pouca conhecida dos brasileiros é o Calvados, um tipo de aguardente (eau-de-vie) obtida da destilação da sidra com teor alcóolico entre 40 e 45°C. 

Com essa aguardente foi criado um coquetel típico local "trou normand - buraco normando".
O Calvados também pode ser consumido como um digestivo, mas também usado na preparação de pratos e sobremesas locais.
Foto: Miriam ATG 
Fontes:
http://www.patrimoine-normand.com
http://www.larouteducidre.fr



terça-feira, 4 de julho de 2017

Paris Plage 2017


Há 15 anos surgiu o evento "Paris Plage - Paris Praia", permitindo que todos os parisienses e os turistas desfrutem plenamente das férias e do verão na capital. 

A cidade pioneira foi Saint-Quentin em 1996, que criou essa operação para os habitantes que não tinham meios de partir em férias. 

Mas foi em 2002 que Paris lançou a "Paris Plage" e depois várias capitais européias seguiram o exemplo, como Berlim, Bruxelas, Budapest, Prague…

Desde então,  à cada ano, cerca de 3.500 toneladas de areia eram colocadas na via Georges Pompidou, mas este ano, o Paris Plage 2017, não haverá mais areia, as margens da direita e da esquerda serão cobertas de grama, haverá mais de 50 palmeiras, centenas de espreguiçadeiras e de guarda-sóis, com locais para piquenique,  com um ar mais moderno e mais contemporâneo. 

Foto do site en.parisinfo.com 
Muitas atividades estão previstas:
- Esportes náuticos no Bassin de la Villette,  onde três piscinas com um total de 1.600m2 e de várias profundidades, onde cerca de 300 pessoas poderão nadar;
- Cursos de tai-chi, yoga, dança;
- Pistas de atletismo e demonstrações esportivas no Hôtel de Ville, pois o tema é os Jogos Olímpicos 2024 em Paris.

O "Parc Rives de Seine - Parque das margens do Sena" ficará aberto 24 horas.
Esse parque foi criado em abril deste ano, onde os pedestres podem ir e vir da Bastilha até a Torre Eiffel.
Seguindo os passos da margem esquerda, que em 2013, a partir do Museu d'Orsay até a Torre Eiffel, foi aberta ao público com seus 2,3 km de extensão.
Ela foi equipada de instalações esportivas, zonas lúdicas para pequenos e grandes, espaços de relaxamento, sendo o seu acesso gratuito, tendo recebido cerca de 4 milhões de visitantes.

Paris Plage 2017 começa no dia 08 de julho e termina no dia 03 de setembro. 
Funciona das 9h00 até meia-noite.
Apenas o Parc Rives de Seine que permanecerão abertos 24 horas.
Tudo é gratuito ! 
Programação 2017

Hôtel de Ville
Nos dias 06, 07 e 08 de julho, acontecem cerca de 30 shows "Fnac Live Paris" na praça do Hôtel de Ville, assim como em seus salões. 
Parvis de l’Hôtel de Ville 
Metrô: Hotel de Ville linhas 1 e 11
Horário: das 17h00 à meia-noite

Margem direita e esquerda do Sena
- empréstimo de livros organizado pela Editora Flammarion
- exposição de fotos "Destino Paris" elaborada pela Air France
- danças de salão, bailes para as crianças e tai-chi
- vaporizadores
- serviço gratuito de barbearia do Big Mustache, de 2a. a 6a.feira, entre meio-dia e 14h00

Bassin de la Villette 
- 03 piscinas num total de 1.600m2 e várias profundidades, que poderão acolher cerca de 300 pessoas. Funcionará das 10h00 às 20h00. No local há vestiários, duchas e toaletes. 
- empréstimo de livros e historias em quadrinhos da Editora Delcourt 
- cursos de dança, tai-chi, yoga, atividades náuticas, tirolesas, baby-foot, carrosséis…
Metrô: Riquet linha 7 e Laumière linha 5

Bassin de la Villette 
Veja a programação no site oficial 


segunda-feira, 3 de julho de 2017

Happy Hours 2017 in Paris


Foto do site pariscarpediem 
Durante três dias, a partir do dia 05 ao 07 de julho 2017, das 18h00 às 21h00, acontece a 6a. edição do "Happy Hours  - Les Heures Heureuses de Paris".

São 17 percursos culinários com a participação de mais de 300 bares, cafés e restaurantes da capital que oferecem aperitivos e uma bebida ao preço de 2 €.

Basta ter o passaporte que contém o endereço de todos os comerciantes participantes, que pode ser retirado na Boutique Paris Rendez-vous, na rue de Rivoli, n° 29.

Foto do site sortiraparis.com