Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 35 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


sábado, 4 de junho de 2016

Museus fechados: Louvre, Orsay, Museu do Esgoto, Cemitério Père Lachaise, Fundação Claude Monet

Pont Royal próxima ao Museu do Louvre
Foto: Miriam ATG
Devido à inundação do Seine, vários museus e monumentos de Paris, ao longo do rio, anunciaram o fechamento de seus estabelecimentos neste fim de semana e para alguns deles até terça-feira.

O Museu do Louvre mais movimentado do mundo, com 9 milhões de visitantes por ano, tinha fechado sexta-feira como uma precaução. Cerca de 150.000 estátuas, pinturas e objetos preciosos armazenados na parte inundada das reservas, ou no grande salão da exposição Louvre (Salão Napoléon) estão sendo movidos para o abrigo. O museu permanecerá fechado até terça-feira 7 junho incluído.

"De acordo com seu Plano de prevenção dos riscos de inundação, o Louvre está a prosseguir as operações de evacuação funciona de forma preventiva e deve reabrir 08 de junho", anunciou a gestão estabelecimento.

O Museu de Orsay, fechado desde quinta-feira à noite, vai manter suas portas fechadas até segunda-feira incluiu, o seu dia de encerramento. Cem policiais participaram "no movimento de peças localizados em zonas inundáveis ​​para áreas de níveis mais elevados", segundo o museu, que recebeu no ano passado 3,4 milhões de visitantes.

A unidade de crise foi criado dentro da instituição. As obras estão ameaçados transportado para showrooms em andares superiores do edifício. Como parte de um plano de prevenção, o museu já transferiu antes do dilúvio muito de suas reservas em edifícios de armazenamento ao ar livre.

A inundação do Seine atingiu 6,07 metros Austerlitz Ponte sexta à noite. 
O Ministério do Ambiente considera "provável que o nível está estabilizada entre 6,10 e 6,40 m no meio da noite."
Por seu turno, o Museu de Artes Decorativas, ao lado do Louvre, tomou medidas para abrigar suas peças têxteis e móveis armazenados em reservas ameaçadas pela enchente.  

Nas províncias, alguns museus não estão abertos ao público neste fim de semana, incluindo a Fundação Claude Monet em Giverny (Eure), que será fechada até terça-feira.

Para quem pensava em ir ao Castelo de Versalhes pelo RER C, esse linha está fechada desde ontem.

Metrô linha 4 (Porte de Clinancourt - Mairie de Montrouge) - não param na estação Saint-Michel

Metrô linha 10 (Boulogne Pon de Saint-Caude - Gare d'Austerlitz) - não param na estação Cluny La Sorbonne

Le Figaro e Mairie de Paris

Nenhum comentário: