Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 35 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


sábado, 28 de fevereiro de 2015

Feira Internacional da Agricultura em Paris

 Foto: Miriam ATG 
Desde pequena, tinha o hábito de ir à Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina, em abril de cada ano, que é um grande evento na região. 
Se eu já gostava o de Londrina, a Feira Internacional da Agricultura de Paris, é o máximo também !
Essa feira começou no dia 21 de março e termina amanhã, 1° de março, no Centro de Convenções Porte de Versailles. 
No ano passado mais de 700 mil pessoas visitaram a feira. 
O Concurso Geral Agricola foi criado em março de 1870, no Palácio da Indústria, na Champs Elysées. Quando reuniram no centro de Paris, animais para abate, aves e produtos lácteos, produtos agrícolas e máquinas agrícolas. Rapidamente, os animais reprodutores foram introduzidos no Concurso Geral Agrícola (CGA) em 1876, que lançou a seleção de raças francesas.
Enquanto isso, o concurso de produtos seguia seu desenvolvimento: o evento se expande, a fim de fornecer um quadro mais completo da agricultura nacional e tornou-se a partir de 1909, a "Semana da Agricultura em Paris".
O Concurso Geral Agricola (CGA), que representa a riqueza e a qualidade do patrimônio francês, selecionando e premiando os melhores produtos e vinhos (du terroir) francês e os melhores animais reprodutores. 
Organizado sob controle estatal e seguindo um processo rigoroso de pré-seleções e seleções, o CGA é reconhecido pela sua imparcialidade e o valor de seus resultados. A Feira Internacional da Agricultura tornou-se o maior evento agrícola francês,  é uma vitrine exemplar da agricultura, no sentido mais amplo, que representa as organizações de produtores, e continua a ser mais do que nunca, o principal evento de genética e melhoramento. 
Maça orgânica da variedade Juliet e seus derivados - Foto: Miriam ATGl
Grandes redes de varejo e empresas de transformação, cada vez mais envolvidos na política de rastreamento frente aos consumidores, juntaram-se ao evento em 1996. 

A Feira Internacional da Agricultura  de Paris tem 1050 expositores e 3850 animais, oferecendo muitos entretenimentos diários e uma atmosfera festiva, que sempre surpreende pela sua variedade de animais, a diversidade e riqueza das exposições.
Aprendendo a arremessar o moulinete - Foto: Miriam ATG
Sem falar que há uma estrutura excelente para as crianças com ateliês,  jogos, filmes, degustações, brindes, etc.
 50 mil empregos no setor de sementes e 450 mil empregos no setor de frutas e legumes - Foto: Miriam ATG 
E se a França oferece um evento desse porte é porque continua a ser a primeira potência agrícola da Europa. 
Um dos primeiros produtores mundiais de cereais, açúcar (de beterraba), produtos lácteos e carne bovina.  
Sem esquecer de dizer que é o primeiro produtor mundial de vinho.
A França é o 1° exportador mundial de sementes com uma balança comercial positiva de 736 milhões de euros -     Foto: Miriam ATG 




Nenhum comentário: