terça-feira, 14 de junho de 2016

Tarifa fixa dos taxis entre os aeroportos à Paris e vice-versa


Depois da guerra entre os taxistas e os  VTC (veículos de turismo com motorista), incluindo o Uber, mas sem a pancadaria que tem acontecido no Brasil, o governo decidiu aplicar uma tarifa desde o dia 1° de março 2016, entre Paris e os aeroportos Charles de Gaulle e Orly e vice-versa.
O preço é o mesmo se você está sozinho ou até em 04 pessoas.
A partir da 5a. passageiro paga-se um acréscimo de 4 € por pessoa, mesmo sendo uma criança.  
Entre o aeroporto de Paris "Charles de Gaulle"  ⇄  - margem direita: 53 €
Entre o aeroporto de Paris "Charles de Gaulle" ⇄ Paris - margem esquerda: 58 €
Entre Paris e o aeroporto de Orly ⇄ Paris - margem direita: 37 €
Banco entre Paris e o aeroporto de Orly ⇄ Paris - margem esquerda: 32€
Se você quer saber o que é a margem direita (rive droite) e margem esquerda (rive gauche), é o rio Sena que corta a cidade de Paris. 
Assim, a margem direita está mais próxima do aeroporto Charles de Gaulle, ao norte. 
E a margem esquerda está mais próxima do aeroporto de Orly, no sul.

Diferentemente dos Estados Unidos, aqui na França a taxa de serviço já está incluída no preço final, por isso a gorjeta não é obrigatória. 

Na volta, para ir ao aeroporto, você pode pedir à recepção do hotel para reservar um táxi com horário marcado, mas saiba que o motorista vai cobrar 7 € de suplemento e se ligar na hora 4 €.

Não há taxas ou sobretaxas adicionais, não há cobrança de  quilômetros percorridos e nem de suplemento de bagagem como era cobrado antes (1€ pela segunda bagagem colocada no porta-malas). 

Essa medida do governo em fixar os preços das corridas, nos tranqüilizou para pegarmos um taxi no aeroporto.

Considere que a opção mais prática é pegar um táxi se você:

- Tiver uma mala grande e pesada, porque nas estações de metrô há muitas escadas e corredores longos, são poucas as estações que possuem elevador;

- É a primeira vez que vem à Paris e utilizar o metrô e trem em Paris parece ser muito complicado;

- Está cansado depois de onze horas de viagem (isso se o vôo ter sido direto), sem contar o tempo desde que você saiu da sua casa, pois afinal,  nem todo mundo mora em São Paulo e Rio;

- Estiver acompanhado de mais uma ou duas pessoas;

- Você não fala inglês e muito menos francês.

Pegar um táxi é a coisa mais simples: basta dizer "bonjour" ou "bonsoir" ao taxista, dizer o nome e o endereço do hotel (caso tenha dificuldade com o idioma, basta mostrar o papel) que ele te deixará na porta, simples assim.

Um conselho muito útil: antes de entrarem no táxi, confirme o valor da corrida informando margem direita ou esquerda (ou mostre o endereço). Pois, recentemente, uma família de quatro pessoas pegaram um táxi no aeroporto Charles de Gaulle para irem à um hotel na margem esquerda. O taxista além de ligar o táximetro, parou num posto de gasolina para abastecer (?) e ainda cobrou 85 € pela corrida. Um abuso ! 

Os pontos de táxi sempre se encontram nas partes externas do aeroporto.

 Charles de Gaulle:

- Terminal 1:  Porta 24 no andar de chegada - niveau arrivée
- Terminal 2 A:  Porta 6
- Terminal 2 C:  Porta 14
- Terminal 2 D:  Porta 7
- Terminal 2 E:  Porta 10 no andar de chegada - niveau arrivée
- Terminal 2 F:  Porta 11 no andar de chegada - niveau arrivée
- Terminal 2 G:  Porta azul - porte bleue
- Terminal 3: Saída du Hall de chegada - sortie du hall arrivée

Orly 1 e 2 : Saída 14 A  - no nivel de chegada (niveau arrivées)

Orly 4 : Saída 48 A L (sortie 48 A)

Fonte: Serviço Publico Francês - https://www.service-public.fr/professionnels-entreprises/vosdroits/F22127



Nenhum comentário:

Foto: Geraldo Bubniak/AEN Depois de 18 meses, as fronteiras francesas e de outros países europeus começaram a abrir aos turistas brasileiro...