Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 36 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


sábado, 28 de novembro de 2020

O sol mais presente em Paris

Ao contrário do Brasil, onde o sol chega até nos incomodar, aqui no hemisfério norte até contamos quantas horas de sol temos durante o ano. 

Uma média anual de 1.661 horas de sol em Paris. 

Desde o início de 2020, já passamos de 2.023 horas de sol e ainda temos o mês de dezembro para contabilizar. 

A última vez que Paris ficou longo tempo ensolarada assim foi em 1959. Quando a temperatura atual é 12°C máxima e 3°C mínima, o sol faz uma grande diferença no nosso dia a dia. 

E a partir deste sábado, dia 28 de novembro, teremos autorização de caminhar, fazer exercícios ou flanar, até 3 horas e num raio de 20km, quer dizer que estaremos livres para ir onde quisermos em Paris (mesmo que seja por apenas 3 horas) !😊🙃🙂 

Nenhum comentário: