Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 35 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


sábado, 6 de maio de 2017

Pavillon de l'Arsenal em Paris


Foto: Miriam ATG 
O Pavillon de l'Arsenal é um centro de informação, documentação e exposição de urbanismo e arquitetura de Paris e da metrópole parisiense, que permite compreender a evolução de Paris e a influência de sua história sobre o urbanismo.

Nos seus três andares com um total de 1.300m2, há coleções permanentes e temporárias, grande maquete, galerias da atualidade, photos, conferências e colóquios. 

A exposição permanente "Paris, a metrópole e seus projetos" consagra mais de 800m2 à história, à atualidade e ao futuro da metrópole parisiense através de mais de 1.000 documentos de arquivo, fotos, mapas, planos, filmes e uma maquete digital de 37m2.  

No 1° andar é todo ocupado pela exposição temporária "Paris Haussmann - Modèle de Ville" que começou no final de janeiro e terminará no dia 04 de junho 2017.
Haussmann foi o prefeito da Sena entre 1853 e 1870, responsável pela profunda transformação de Paris, que determina ainda hoje a organização urbana da cidade e a identidade da capital. 

Busto de Haussmann
foto: Miriam ATG 
Paris, a metrópole e seus projetos traçam ao longo de um percurso cronológico, a origem deste território e conta histórias cruzadas entre os municípios da metrópole para permitir que todos entendam o território atual. A exposição oferece assim inúmeros pontos de referências temáticas que explicam a metrópole estruturada pela lógica agrícola, ornamental ou viárias, depois transformada, adaptada, integrada em um processo de urbanização resultante do desenvolvimento demográfico, tecnológico, econômico e político.
Foto: Miriam ATG  

Esse quadro de análise comparativa de 15 cidades internacionais estabelecidas pelas características de sua malha em termos de ocupação do solo, diversificação e complexidade, de "funcionamento" e acesso aos serviços. Toledo e Brasilia são duas cidades sujeitas ao estudo pelos seus valores como cidades históricas e modernas.

Desde 1989, o Pavillon de l'Arsenal também é conhecida pela qualidade de suas conferências, mais de duzentas conferências ministradas por Antoni Gaudi, Frank O. Gehry, Dominique Perrault, Yona Friedman, Jean Nouvel, Toyo Ito, Daniel Libeskind, Christian de Portzamparc... 

Foto: Miriam ATG 

21, boulevard Morland, 4eme arrond
Metrô: Sully-Morland linha 7

Aberto de 3a.feira a domingo das 11h00 às 19h00

Entrada gratuita


2 comentários:

Miguel disse...

Miriam, muito boa a matéria, como sempre. Creio que essa seja uma visita indispensável para quem quer compreender a cidade, juntamente com o Museu Carnavalesco, que conheci por recomendação sua. Aliás, saber mais sobre o processo de urbanização de Paris ajuda a entender também a modernização de várias cidades do mundo na passagem do século XIX para o século XX, tal como ocorreu no Rio de Janeiro. Na próxima viagem, não vou perder!

Miguel disse...

*Museu Carnavalet, claro! O corretor tem vontade própria kkk!