Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 36 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


sábado, 16 de abril de 2016

Livraria Shakespeare and Company e Café em Paris

Foto: Miriam ATG
Uma das livrarias anglo-americana mais citada nos guias é a Shakespeare and Company que vende livros raros, novos e usados em inglês.

Essa livraria instalada no coração de Paris, no Quilômetro Zero, o ponto em que todas as estradas francesas começam, nas margens do rio Sena, em frente à Notre-Dame.

Desde a sua abertura em 1951, tem sido um ponto de encontro de escritores e leitores anglófonos, tornando-se uma instituição literária da margem esquerda. 

O prédio construído no início do século XVII, era originalmente um mosteiro, La Maison du Mustier. George gostava de fingir que era o único monge sobrevivente, dizendo: “Na Idade Média, cada mosteiro tinha um frère lampier , um monge cujo dever era acender as lâmpadas ao anoitecer. Eu sou o frère lampier aqui agora. É o papel modesto que eu interpreto. ” 

Quando a loja abriu pela primeira vez, chamava-se Le Mistral. George mudou para o nome atual em abril de 1964 - no quatrocentos anos do nascimento de William Shakespeare - em homenagem à uma mulher que ele admirava muito, Sylvia Beach, que fundou a Shakespeare and Company original em 1919. 
Sua loja na rua 12 de l'Odéon era um ponto de encontro para os grandes escritores expatriados da época - Joyce, Hemingway, Stein, Fitzgerald, Eliot, Pound -, bem como para os principais escritores franceses. 

Através de sua livraria, George Whitman esforçou-se para manter o espírito da loja da Sylvia Beach, e rapidamente se tornou um centro para a vida literária expatriada em Paris. 
Allen Ginsberg, William Burroughs, Anaïs Nin, Richard Wright, William Styron, Julio Cortázar, Henry Miller, William Saroyan, Lawrence Durrell, James Jones e James Baldwin estavam entre os primeiros visitantes da loja. 

Quando George estava em seus vinte e poucos anos, durante a Grande Depressão, ele partiu em uma "aventura de hobo", como ele chamou, com apenas US $ 40 no bolso. Ele andou, pegou carona e seguiu os trilhos de uma ponta a outra dos EUA, passando pelo México e indo para a América Central. Atos de generosidade experimentados nessas viagens - como a época em que ele adoeceu seriamente em uma parte isolada do Yucatán e foram encontrados e tratados de volta à saúde por uma tribo de maias - tiveram um profundo efeito sobre ele. Ele inspirou sua filosofia: “Não seja inóspito para estranhos para que não sejam anjos disfarçados.” 

Desde o primeiro dia em que a loja abriu, escritores, artistas e intelectuais foram convidados a dormir entre as prateleiras da loja e pilhas de livros, em pequenas camas que dobrou como bancos durante o dia. 

Desde então, cerca de 30.000 escritores e artistas jovens e jovens de coração permaneceram na livraria, incluindo desconhecidos como Alan Sillitoe, Robert Stone, Kate Grenville, Sebastian Barry, Ethan Hawke, Jeet Thayil, Darren Aronfsky e Geoffrey Rush. e David Rakoff. 

Esses convidados são chamados Tumbleweeds, que como os cardos ondulantes que “entram e saem com os ventos do acaso”, como George descreveu.  

Três coisas são perguntadas a cada Tumbleweed: leia um livro por dia, ajude na loja por algumas horas um dia e produzir uma autobiografia de uma página. Milhares e milhares dessas autobiografias foram coletadas e agora formam um arquivo impressionante, capturando gerações de escritores, viajantes e sonhadores que deixaram para trás partes de suas histórias. 

Um senso de comunidade e comuna era muito importante para George Whitman, que referia sua loja como uma “utopia socialista disfarçada de livraria”.

Em 2002, aos 21 anos de idade, Sylvia Whitman, filha única de George, retornou à Shakespeare and Company para passar um tempo com seu pai, então com oitenta e oito anos de idade, em seu reino de livros. 

Em 2006, George oficialmente colocou Sylvia no comando. Nas persianas fora da loja, ele escreveu: “Cada mosteiro tinha um frère lampier cujo dever era acender as lâmpadas ao anoitecer. Eu tenho feito isso por cinquenta anos. Agora é a vez da minha filha. ” 

Sylvia apresentou vários novos empreendimentos literários. Em junho de 2003, a Shakespeare and Company sediou seu primeiro festival literário, seguido por três outros. Os participantes ao longo dos anos incluíram Paul Auster, Will Self, Marjane Satrapi, Jung Chang, Philip Pullman, Hanif Kureishi, Siri Hustvedt, Martin Amis e Alistair Horne, entre muitos outros. 

Em 2011, com a Fundação Groot, a Shakespeare and Company lançou o Paris Literary Prize, um concurso de novela aberto a escritores inéditos de todo o mundo. 

Nos últimos anos, a livraria teve aparições em Before Sunset, de Richard Linklater, e Meia-noite em Paris, de Woody Allen. 

A Shakespeare and Company também continua a realizar pelo menos um evento literário gratuito por semana e tem o prazer de receber escritores jovens e emergentes, juntamente com os principais autores de hoje, como Zadie Smith, Lydia Davis, John Berger, Jennifer Egan e Carol Ann Duffy. David Simon, Edward St. Aubyn e Jeanette Winterson. 

Eu criei esta livraria como um homem escreveria um romance, construindo cada sala como um capítulo, e eu gosto que as pessoas abram a porta do jeito que elas abrem um livro, um livro que leva a um mundo mágico em suas imaginações. - George Whitman

Embora George Whitman faleceu em 14 de dezembro de 2011 - dois dias após seu aniversário de 98 anos - seu romance, esta livraria, ainda está sendo escrito, tanto por Sylvia quanto por milhares de pessoas que continuam a ler, escrever e dormir na Shakespeare & Company.

Além de passarem a vender livros raros e fazerem uma ampliação de 30m2 na parte de trás, o casal cobiçava uma aquisição de um novo espaço, bem ao lado, na esquina, para abrir um café literário, onde pudessem organizar encontros casuais ou organizados, palestras, concertos… 

Foto: Miriam ATG 
O café que era um desejo desde os anos 60, foi finalmente inaugurado em outubro de 2015, com uma decoração simples, com mesas e bancos de madeira, as grandes janelas com vista para a Notre Dame de Paris e a pequena Igreja St-Julien des Pauvres, com mesas no exterior também.

Foto: Miriam ATG 

Foto: Miriam ATG 
O café servido no local, foi longamente e meticulosamente escolhido, sendo o café torrado pelo Café Lomi (uma loja do 18eme arrond.). 

E os chás servidos aqui são da Postcard Thé London, s únicos em Paris.  

Além dos cafés, chás e sucos, a comida servida é orgânica e em grande parte vegetariana - incluindo a torta de limão de George! Preparados por Marc Grossman, um americano de NY, fundador da Bob's Bake Shop em 2006, como em suas cantinas vegan no Brooklyn, não há glúten nos seus produtos e tudo é orgânico.

Foto: Miriam ATG
Shakespeare and Company Café: 37, rue de la Bûcherie, 5eme. arrond. Tel.: 01 43 25 95 95
Funciona todos os dias.
Segunda a sexta-feira, das 9:30 às 19:00
Sábado e domingo, das 9:30 às 20:00
Estação de metrô: St-Michel linha 4 ou St-Michel Notre Dame RER B

Antiquario 
De terça a sábado das 11:00 às 19:00 

Livraria Shakespeare & Company
De segunda-feira a sábado das 10:00 às 22:00 
Domingo do meio-dia às 20:00


Fonte: https://shakespeareandcompany.com


quinta-feira, 14 de abril de 2016

Bouillon Racine é um restaurante em estilo Art Nouveau em Paris

1° andar - foto: Miriam ATG 
O Restaurant Bouillon Racine tem mais de 100 anos de história no coração de Paris.
A palavra francesa bouillon significa caldo que apareceu em 1855, graças à um astuto açougueiro, Pierre-Louis Duval, que oferecia um único prato de carne e o caldo para os trabalhadores do Mercado Les Halles, no centro da cidade. 

A idéia foi um enorme sucesso, que em 1900 já haviam cerca de 250 lugares que serviam o "bouillon" em Paris. 

Foram a primeira cadeia de restaurantes populares. Algumas variantes de Bouillon mais "burgueses" ofereciam uma sala de leitura ou atrações de lazer.

O Bouillon Racine foi fundado pelos irmãos Chartier entre o Quartier Latin, Odeon e Saint-Michel.



Foi classificado Monumento Histórico, o Bouillon Racine perpetua a atmosfera única de 1900 Paris, em um belo cenário feito de madeira ornamentadas, espelhos chanfrados, opalina e vidro, no melhor estilo Art Nouveau.

Térreo - foto: Miriam ATG
Nas cozinhas o chef Alexandre Belthoise oferece sabores sutilmente jogando cuisine française entre pratos atuais e típicos.
O bouillon de poulet au pot et ses petit légumes - caldo de frango com legumes - 8 € à la carte
Bouillon de poule - foto: Miriam ATG
Brandade de haddock au berre citroné - purée de batata com haddock na manteiga ao limão à la carte 18,50 €
Brandade de haddock - foto: Miriam ATG 
Cuisse de canard confit maison, poêlée de légumes racines - coxa de pato com legumes de raízes à la carte 18,50 €
Cuisse de confit canard maison - foto: Miriam ATG 
A "Formule Midi" a 17,50 €, servido de 2a.feira à 6a.feira, pode ser composta da seguinte forma:
Entrada do dia + prato do dia
Prato do dia + sobremesa do dia
Prato do dia: suprême de frango com molho de cogumelos
Foto: Miriam ATG
Mousse de chocolat praliné - foto: Miriam ATG
Assim como outros dois menus mais elaborados:
Menu Bouillon Racine a 33 €: entrada + prato + sobremesa
Menu 1900 a 46 €: entrada + prato + sobremesa ou 3 tipos de queijos 
Também oferece Menu Enfant a 14,50 €: um prato único (carne bovina com arroz ou bacalhau fresco com puré maison) + 2 bolas de sorvete
Aberto de 2a.feira aos domingos, do meio-dia às 23h00.
Das 15h às 19h, o Bouillon Racine funciona também como Salão de Chá e oferece Happy Hour de 17h a 19h.

Bouillon Racine : 3, rue de Racine quase esquina com a Boulevard St-Michel, no 6eme. arrond.
Estação de metrô: Cluny Sorbonne linhas 4 e 10



Farmácias baratas em Paris

Saibam que são poucas as farmácias em Paris que abrem aos domingos e feriados, sempre temos que dar uma olhada na lista das farmácias que estão de plantão.
Os remédios que exigem prescrição médica não são vendidos na França sem receita.
Se os produtos dermatológicos (La Roche-Posay, Avène, Bioderma, Vichy, Roc,Caudalie, SVR…), de emagrecimento (Roc, Inneov, Lierac…) suplementos alimentares (Oenobiol e Inneov) e cosméticos (Clarins, Sisley, Biotherm, Mavala…) são muito caros no Brasil, aqui o preço é mais atrativo, mais ainda em algumas farmácias parisienses que oferecem bons preços, promoções e détaxe (que é o reembolso do imposto embutido nos preços dos produtos), sendo necessário levar o passaporte.

Aqui vai a lista das farmácias baratas


Citypharma Du Four Bonaparte : rue du Four, N° 26, no 6eme. arrond.
Entre as estações de metrô Saint-Germain des-Près linha 4 et Mabillon linha 10.
Aberta de 2a.feira a sábado.
De 2a. a 6a.feira: 8h30 às 20h00
Aos sábados: 9h00 às 20h00

Para ter uma idéia, cerca de 3 mil clientes freqüentam diariamente essa farmácia.
O local foi ampliado duas vezes, sendo a superfície atual de 400 m2, parecendo mais um supermercado do que uma farmácia. 
Evitar os sábados que é o dia de maior afluência. 
E mesmo nos outros dias arme-se de paciência, porque essa farmácia vive cheia. 
Os corredores são estreitos, por isso não vá com sacolas de compras e muito menos com mochilas nas costas.
E prepare a sua lista para não perder tempo.
A Citypharma oferece mais de 20 mil referências, entre produtos dermatológicos, homeopáticos, orgânicos, dietéticos, complementos alimentares, produtos de beleza, veterinários… 
As marcas La Roche-Posay, Avène ou Vichy com 20% de desconto. 
Promoções que chegam até 50% ou de ofertas "2 pour 1". 
Para os turistas os preços são ainda mais atraentes porque é possível fazer o détaxe a partir de 175,01 €, que significa 12% de dedução, para isso leve o seu passaporte.
São 50 funcionários, entre farmacêuticos e consultores de venda, nove deles falam coreano para uma ávida clientela coreana (depois que a Citypharma foi indicada num guia coreano), três que falam chinês, outros que falam japonês, italiano, português, espanhol, inglês, árabe.
Mesmo que a clientela estrangeira corresponda à apenas 30% das vendas anuais, o proprietário se esforça para oferecer uma boa qualidade de serviços à todos.

Pharmacie Monge: rue Monge, n° 74, no 5eme. arrondissement.
Estação de metrô Place Monge linha 7.
Aberta todos os dias - 24 horas
Plantão para os domingos e feriados 2019:
- 10 e 17 de fevereiro 
- 03 e 24 de março
- 07, 22 e 28 de abril
- 01, 08, 12, 19 e 30 de maio
- 10 e 16 de junho
-  7 e 21 de julho
- 04, 11, 15 e 25 de agosto
- 15 e 29 de setembro
- 20 de outubro
- 01, 03, 11 e 24 de novembro
- 25 e 29 dezembro
- 01 e 12 de janeiro 2020
Verifique os horarios excepcionais Horarios excepcionais

Parfumerie Monge: rue Monge, n° 79, no 5eme. arrondissement.
Estação de metrô Place Monge linha 7.
Aberto de 2a.feira a sábado das 10:00 às 20:00
Fechado aos domingos

Para muitos, a Pharmacie e Perfumerie Monge são melhores do que a Citypharma por oferecer todas as marcas, além dos corredores serem mais espaçosos que da concorrente.
Uma grande vantagem é que a Pharmacie Monge possui um site para venda pela internet, assim já é possível verificar os preços dos produtos ai do Brasil e conferir as promoções do momento…
http://www.pharmacie-monge.fr
A Parfumerie Monge possui um site com os produtos, mas sem indicar os preços : http://parfumerie-monge.com
Há três vendedoras simpáticas que falam português na farmácia e uma na perfumaria.
Fazem igualmente o détaxe (-15%) a partir de 175,01 €.

Pharmacie Monge Sacré-Coeur  é a mais nova farmácia do grupo Monge aberta em Montmartre, no Boulevard de Rochechouart, n° 70 esquina com a rue de Steinkerque, saindo da estação de metrô Anvers linha 2.
Funciona todos os dias das 8:00 as 21:00

Foto: Miriam ATG 
Pharmacie des Archives: 2, rue des Archives, 4eme. arrond.
Estação Hôtel de Ville linhas 1 e 11.
Aberto todos os dias.
De 2a. à 6a.feira: 8h30 às 21h00
Sábado e domingo: 9h00 às 21h00

Essa farmácia também oferece preços competitivos e promoções como os das concorrentes citadas acima, com a vantagem de ser bem central e principalmente por não ficar lotada, em frente ao Bazar Hôtel de Ville, quase na esquina com a rue de Rivoli. 
Uma superfície de 250m2, acessível aos cadeirantes, com espaço dedicado aos cosméticos, dietéticos, fitoterápicos, nutriterapia, proteção solar, etc. 
Além dos farmacêuticos, há consultoras de venda simpáticas que falam português, inglês, espanhol, italiano e árabe. 
Também faz o détaxe (-12%) para compras acima de 175,01 €.
Ela permanece aberta todos os dias, mesmo nos feriados, das 8h30 às 21h00.



Foto: Miriam ATG 
Citypharma Place de la Nation  : 13, Place de la Nation, no 11eme. arrond., bem na saída do RER Nation, ao lado da escola de inglês Berlitz.
Estação Nation linhas 1, 2, 6 e 9 e RER A.
Aberto todos os dias das 8h05 às 21h00.

Uma farmácia pequena, com uma superfície de 110m2, mais freqüentada pelos moradores do bairro antes e depois do trabalho, por isso evitar a abertura e o final da tarde.
Os preços são um pouquinho mais elevados do que a Citypharma da rue du Four, mas se você está hospedado próximo de Nation e com pouco tempo para fazer compras, é o lugar ideal.
Também faz o détaxe (13%) a partir de 176 €.
Possui consultora de venda que fala inglês.
Ela funciona de 2a.feira aos sábados,  das 8h00 às 21h00.
Abre aos domingos duas vezes por mês, em semanas intercaladas.

Algumas dicas
Recomendo que em qualquer lugar que façam compras, verifiquem no recibo se os preços foram corretamente passados no caixa, porque já aconteceu comigo quando comprei 2 caixas de pasta de dente na promoção "2 por 1" e me cobrarem duas caixas à preço normal. Voltei e reclamei, eles me devolveram a diferença. Isso não aconteceu em nenhuma das farmácias que eu citei nesse post, mas é bom conferir sempre.

Outra dica é que podemos pedir gentilmente amostras (échantillons) de produtos nas farmácias. 

Léxico para as compras
-20% de remise immédiate  :  -20% de desconto imediato
2 achetés = 1 offert  :  2 comprados = 1 gratuito
Le 2eme  -50%  :  o 2° produto à -50%
Lot de 2  :  lote de 2
Prix spécial pour 2 achetés  :  preço especial para 2 produtos comprados
Prix spécial pour 2 achetés et le 3eme offert  :  preço especial para 2 produtos comprados e o 3° produto gratuito
Foto: MATG
Um produto que recomendo para turistas com bolhas nos pés, existe um tipo de Band-Aid mágico, muito procurado pelos maratonistas, chamado Compeed, para todos os tipos de bolhas: no calcanhar, na sola do pé, nos dedos, para quem usa scarpin… 
Um produto que alivia imediatamente, já testei várias vezes. 
Basta colocar o curativo sobre a bolha, salvo se estiver sangrando ou infeccionada. 
Quando estiver cicatrizado, o próprio curativo sai sozinho. 
Não sai no banho, acreditem. 
Informações em português :  http://www.compeed.com.pt/compeed-footcare

Oleo normal da Nuxe - 100ml - 19,90
Dois por 35,90 € na Pharmacie des Archives
Foto: Miriam ATG
À esquerda: óleo dourado - 100ml - 22,99 €
À direita: óleo normal - 100ml - 17,99 €
Parfumerie Monge 

Uma marca que não é muito conhecido do público brasileiro é a Nuxe, que produz várias linhas de produtos, um deles é o "Huile Prodigieuse", um óleo que pode ser usado no corpo todo, inclusive no rosto e nos cabelos, que além de hidratar, não é gorduroso e deixa um cheiro delicioso.  
Há dois tipos: o normal e o dourado que fica perfeito nas peles bronzeadas.


A marca francesa Caudalie de Bordeaux, criada em 1995, desenvolveu seus produtos - cremes anti-envelhecimente, esfoliantes, anti-rugas, hidratantes, anti-manchas, perfumes, velas perfumadas - à base das propriedades   extraídas da uva, como o polifenol, um poderoso anti-oxidante, extraído das sementes de uva e do resveratrol, extraído da seiva do tronco das videiras. 
A viniferina principio ativo natural puro da seiva da vinha, cuja ação sobre a luminosidade e as manchas é excepcional.  
A vinolevure extraída das paredes da levedura do vinho é dotada de propriedades naturalmente fortificantes e protetoras. 
água de uva extraída das uvas frescas, é rica em oligoelementos calmantes (cálcio, potássio e vitamina C e polissacaríades hidratantes). 
óleo da uva com multiplas virtudes é extraído das sementes, rico em omega 6 e vitamina E, que são nutritivas e reparadoras. 
Embora duas lojas da Caudalie tenham sido abertas no Brasil, uma em São Paulo e outra no Rio, vale mais a pena comprar os produtos aqui por serem  bem mais baratos. Aliás, se a marca faz muito sucesso entre as francesas é pela qualidade e eficacidade dos produtos à preço acessíveis. 



terça-feira, 5 de abril de 2016

18° Festival do Cinema Brasileiro 2016 em Paris


A partir de hoje, dia 05 até 12 de maio 2016, acontece o "Festival du Cinéma Brésilien de Paris", organizado anualmente pela Associação Jangada, no Cinéma Arlequin - 76, rue de Rennes, 6eme. arrondissement, metrô Saint-Sulpice linha 4. 
A abertura do festival será às 20h30, com a projeção do filme "Nise, o coração da loucura" com a apresentação do cineasta Roberto Berliner e a atriz Gloria Pires.
Clique aqui para ver a programação completa do festival.
O encerramento será no dia 12  com um show de "Tereza Cristina canta Cartola" e o violonista Carlinhos Sete Cordas, às 21h30.
Preço único: 7 € e Passe com 10 ingressos: 55 €

segunda-feira, 4 de abril de 2016

La Canopée no Les Halles de Paris

Mercado Les Halles - séc. XIX - foto: Miriam ATG 
No Les Halles, onde funcionou o grande mercado de Paris do século XII até o inicio dos anos 1970, que o escritor Émile Zola chamava de "Ventre de Paris", foi transferido para Rungis (ao lado do aeroporto Orly).
O local foi transformado num imenso espaço verde, um shopping center subterrâneo - Centre Commercial Forum des Halles foi construído, uma piscina pública e o complexo de salas de cinema UGC (a mais frequentada na Europa), além de ser a maior estação subterrânea de trem (RER) e metrô da Europa, com três linhas e cinco linhas de metrô, onde passam diariamente cerca de 750 mil passageiros.

Les Halles no final dos anos 1970 - Foto: Pavel Krok 
Em 2004, um concurso de arquitetura foi lançado pela prefeitura de Paris, para a renovação total do local. 
Quem ganhou o concurso foi David Mangin, que ficou responsável por apenas uma parte do projeto de renovação, assim um novo concurso internacional foi organizado para definir o projeto definitivo. Assim, em julho de 2007, os arquitetos franceses Patrick Berger e Jacques Anziutti ganharam o concurso, são os responsáveis pelo projeto do futuro "Carreau des Hales", juntamente com a Canopée (dossel).

Após seis anos de obras, amanhã, dia 05 de abril 2016, será a inauguração da Canopée - um dossel em forma de uma folha gigantesca que cobre toda a estrutura.

Canopéee ( dossel) - foto: Miriam ATG 
Ainda está previsto a construção de uma biblioteca com 1.050m2, um conservatório de 2.600m2, um centro hip-hop de 1.400m2, um espaço de 1.000m2 para ateliês de práticas artísticas amadoras, um espaço de 1.000m2 para equipamentos públicos, 6.300m2 para o comércio, onde funcionarão 155 lojas.

O shopping center Fórum Les Halles recebe cerca de 37 milhões de pessoas  anualmente.

Serão instaladas 400 câmeras de segurança, uma brigada de 25 policiais em permanência até 1h30 da madrugada.

As obras, incluindo a reabilitação das linhas e da estação ferroviária,  estão previstas para serem concluídas em 2018, com um custo estimado em 1 bilhão de euros.

Foto: Nicolas Picand
A nova porta ao sul de Les Halles, na Place Marguerite de Navarre, permitirá o acesso direto à estação RER (nível -4) e das linhas de metrô 4 e 14.
Acesso na Place Marguerite de Navarre




domingo, 3 de abril de 2016

Mictório insólito em Paris



A Belushi's Canal faz parte de uma rede de bares anglo-saxão, instalado ao longo do Canal de l'Ourq, em Paris. 
O primeiro bar foi aberto em 1993 em Londres, no Covent Garden.

Atualmente são seis endereços em Londres, mais três no interior da Inglaterra, em Amsterdam, Berlim, Barcelona e dois em Paris.

A marca dessa rede é o ambiente descontraído, oferecendo jogos e DJs.

Mas o que tornou esse bar famoso é o banheiro masculino com mictórios em forma de voluptuosas bocas vermelhas inspiradas pelo "Tong and lips" do grupo de rock The Rolling Stones.

E recentemente adicionaram o rosto de Donald Trump, imaginem a razão...

Endereço: 159, rue de Crimée, 19eme. arrond.

http://www.belushis.com/bars/paris/canal



sábado, 2 de abril de 2016

Batobus - um transporte fluvial em Paris - Promoção: 10 €


Para quem não conhece, existe em Paris, o Batobus - um barco-ônibus, um serviço de transporte fluvial pelo Sena.

Um meio de transporte que deveria servir às pessoas para se movimentarem por Paris de forma mais rápida, agradável e econômica, como é feito na cidade de Bangkok, na Tailândia. 

Eu, particularmente, como moradora, acho esse meio de transporte caro para o dia a dia. 
Mas para turistas pode ser interessante porque os tradicionais passeios de bateaux-mouches duram apenas uma hora e custam 14 €, enquanto o Batobus funciona como o ônibus "Hop on Hop Off" - sobe e desce, fazendo trajetos ilimitados durante um período determinado : 1 dia, 2 dias consecutivos e 1 ano.


A frota de barcos é composta de seis trimarans com um designe moderno e original, oferecendo conforto e uma excelente visibilidade. 
Cada Batobus foi batizado com nomes de lugares famosos em Paris: Vendôme, Trocadéro…

O Batobus possui 9 estações situados nos principais bairros e monumentos de Paris:

- Torre Eiffel
- Museu d'Orsay
- Saint-Germain-des-Près
- Notre Dame
- Jardin des Plantes - Cité de la Mode et du Design
- Hôtel de Ville
- Louvre
- Champs Elysées
- Beaugrenelle
- Torre Eiffel
- Museu d'Orsay
- Saint-Germain-des-Près
- Notre Dame
- Jardin des Plantes - Cité de la Mode et du Design
- Hôtel de Ville
- Louvre
- Champs Elysées
- Beaugrenelle

Os horários (mudam de acordo com a estação)

Desde o dia 25/03/2016:
De segunda à quinta-feira - 10h00 às 19h00 - a cada 30 minutos
De sexta-feira à domingo - 10h00 às 21h30 - a cada 25 minutos

Tarifas

Passe 1 dia:
Adulto - 17 €
Crianças de 3 a 15 anos - 8 €
Privilégio para quem possui Carta de Estudante e Carte Navigo - 11 €

Passe 2 dias
Adulto - 19 €
Crianças de 3 a 15 anos - 10 €
Privilégio para quem possui Carta de Estudante e Carte Navigo - 13 €

Passe Anual:
Adulto - 60 €
Crianças de 3 a 15 anos - 38 €
Privilégio para quem possui Carta de Estudante e Carte Navigo - 11 € 

Há uma promoção até o dia 31/05/2016, ao invés de pagar 17 € no Passe de 1 dia, pague 10 €.
Basta copiar no seu smartphone o número do código e apresente na hora de comprar o seu bilhete em qualquer um dos nove pontos do Batobus.