Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 35 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


domingo, 30 de março de 2014

Hoje mudou o horario !

Relógio do Museu d'Orsay - Foto: Miriam T. Girardot


Durante o inverno daqui e o verão no Brasil, o fuso horário é de apenas três horas. Quando acaba o horário de verão  no Brasil, que foi no dia 15 de fevereiro, o fuso passou a ser de quatro horas.
Hoje entramos no horário de verão, avançamos o relógio uma hora, então estamos 5 horas à frente do Brasil !


segunda-feira, 24 de março de 2014

A pirâmide invertida no Museu do Louvre

Foto: Miriam T. Girardot 

terça-feira, 18 de março de 2014

Portinari em Paris


No dia 08 de maio, será inaugurada a exposição de um dos mais importantes pintores brasileiros, Cândido Portinari (1903-1962), no Grand Palais em Paris.  
Acompanhada de um guia conferencista, descubra a obra excepcional de um pintor engajado na história e lutas do seu tempo. 
A visita guiada sobre a obra "Guerra e Paz de Portinari" tem duração de 1 hora. A exposição apresenta  35 estudos preparatórios, um espaço multimídia que apresenta a obra completa de Portinari (quase 5 mil) classificada por ordem  cronológica, cinco telas interativas que mostram a vida do pintor e seu contexto histórico e uma sala de projeção sobre a obra "Guerra e Paz".
Organizada pelo Projeto Portinari e patrocinada pelo Ministério das Relações  Exteriores e do Ministério da Cultura do Brasil, do Ministério da Cultura e da Comunicação da França e da Reunião dos Museus Nacionais - Grand Palais e a coordenação Expomus.

A obra "Guerra e Paz" são dois painéis de aproximadamente 14 x 10 m cada um. Um representando a guerra, com cores mais escuras, cenas que demonstram a dor,  o medo, a tristeza e o desespero… O segundo painel representa  a paz,  com cenas com pessoas cantando, dançando, enfim de cenas alegres.  Os painéis produzidos por Portinari entre 1952 e 1956,  foram encomendados pelo governo brasileiro (JK na época) para presentear a sede da Organização nas Nações Unidas (ONU)  em Nova York. Por essa obra, Portinari recebeu um prêmio concedido pela Fundação Guggenheim.  

Desde 1957, instalados no hall de entrada da Assembléia Geral, na sede das Nações Unidas, em Nova York,  os painéis foram enviados ao Brasil em dezembro de 2010, para serem restaurados no Palácio Capanema, no Rio de Janeiro, em ateliê aberto ao público, enquanto a sede da Onu estava em reformas.  
Depois foi realizada uma  exposição que começou no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, passando ao Memorial da América Latina em São Paulo, agora no Grand Palais em Paris, devendo seguir para o Memorial da Paz de Hiroshima no Japão, e depois ao Auditório Municipal de Oslo onde estará exposto durante a entrega do Prêmio Nobel da Paz, e por último, no Museu de Arte Moderna de Nova York, antes de voltar ao seu lugar original na sede da ONU.


Local: Grand Palais - Salon d'Honneur : 3, avenue du Général Eisenhower
Metrô: linhas 1 e 13 - estação: Champs Elysées Clemenceau 
Data: 08/Maio/2014 a 09/Junho/2014
Horário: 10:00 às 20:00  - e nas 4as.feiras visita noturna até as 22:00
Todos os dias, exceto as 3as.feiras
Tarifa: gratuita 
Visita guiada: 7 €
Visita guiada com desconto: 5 €
Oferta tarifaría "Tribu" - billete para grupo formado por 2 adultos e 2 jovens de 5 à 25 anos: 19 € - todos devem entrar juntos
Datas: 2as, 3as e 6as.feiras às 15h15


sábado, 15 de março de 2014

Jean Cocteau no Jardim do Palais Royal

Jean Cocteau, um poeta ao Palais Royal
Uma exposição de fotos no Jardim do Palais Royal celebra os 50 anos do aniversário de morte do escritor Jean Cocteau que morou ali durante mais de uma década. 
Ele morou na rue de Beaujolais antes de se instalar na rua de Montpensier n° 36, num alojamento minúsculo entre o Palácio Real e a Comédia Française. Mesmo depois que ele mudou-se para Milly-la-Forêt em 1947, ele manteve essa residência que ele amava e ocupava regularmente até a sua morte. 
Ele dizia que o Palais Royal era como um vilarejo para aqueles que escolheram viver lá. Foi nesse local que Jean Cocteau freqüentava a maior parte das pessoas que animavam artisticamente Paris. 
"Eu amo os outros e não existo que por eles.
Sem eles, as minhas balas são balas perdidas.
Sem eles, a minha flâmula diminui. Sem eles, eu sou um fantasma.
Que eu me distancio dos meus amigos, eu procuro a sombra."
Jean Cocteau, Jean Marais e Serge Reggiani
Próximo de Colette, Coco Chanel, Pablo Picasso e Eidth Piaf, o escritor encontrava a inspiração nas suas amizades. Christian Bérard, o "Baby", que ilustrava todas as facetas de sua poesia. Ele ajuda a lançar a carreira de Jean Marais. E Edward Dermit, seu filho adotivo, que  valoriza o seu trabalho depois de sua morte.
Jean Cocteau, Edith Piaf e Christian Bérard

Essa exposição que começou no dia 11 de outubro de 2013 deveria ter sido encerrada no dia 14 de janeiro, mas a exposição continua. Por isso, aproveitem para visitar o belo jardim do Palais Royal, o local preferido de Jean Cocteau em Paris !
Fotos: Miriam T. Girardot 

sexta-feira, 14 de março de 2014

Okawari um novo restaurante japonês



Hoje descobri um novo restaurante japonês, numa pequena rua, paralela à rue Sainte-Anne, no bairro da Opéra, o bairro mais japonês de Paris. 
OkaWari abriu em novembro do ano passado.
A especialidade é o bento (lunch box) sur place ou à emporter, que pode ser degustado no próprio local ou não.
O restaurante é pequeno, mas tem uma sala na parte superior, a decoração é simples, mas com um certo esforço para ser simpático… 
A fórmula deles : bento + sopa (missoshiru) + sobremesa + chá. 
Você faz o pedido no balcão e já paga na hora. Eles te dão uma bandeja com o copo e o saquinho de chá, a sopa e como sobremesa você escolhe entre o bolo de chá verde e salada de fruta. E alguns minutos depois, trazem o seu bento. Em cada mesa tem uma garrafa térmica com água quente.
 
No Japão, todos os restaurantes servem gratuitamente o chá.  Mas os de Paris servem apenas a água torneiral, como todos os restaurantes franceses.
O OkaWari, além de servir o chá, inclui também a sobremesa, coisa rara em restaurantes japoneses. 
Os preços variam entre 9,90 € à 13,90. 
1. kara-age - frango frito
2. teriyake - frango com molho adocicado
3. Tonkatsu - porco à milanesa
4. Unagi - enguia
5. Ebi-fry - camarão frito 
6. Shake - salmão
7. Higawari - prato do dia, digo, bento do dia. Hoje era salmão à milanesa ou atum grelhado. 
Todos os bentos são servidos com arroz, legumes e outros acompanhamentos.
Eu gostei bastante, achei light e barato.
A grande parte dos clientes são japoneses, mas achei vazio, talvez porque seja novo, há apenas quatro meses em funcionamento.

Endereço: 7 rue des Moulins - 75001 - Metrô: Pyramides
Tel. 01 40 20 91 86
Maneki Neko - o Gato da Sorte
Fotos: Miriam T. Girardot

Transporte Público gratuito em Paris !



Com o aumento da temperatura nos últimos dias e a ausência de vento, o índice de poluição é alto em Paris.
A medida tomada pelo governo é a gratuidade do transporte público até domingo, dia 16.
O governo decidiu estender a gratuidade do transporte até a noite do dia 17 de março e fazer rodízio de carro, mas conhecendo os franceses, acho que é uma medida que não vai ter sucesso...  
  

O Sena e a Catedral Notre de Paris

Foto: Miriam T. Girardot

segunda-feira, 10 de março de 2014

Uma bela escultura

Foto: Miriam T. Girardot 
Inicio com a foto dessa escultura, uma série de post "Cartões Postais".
Outro dia, passando em frente ao Art Club, me deparei com essa linda escultura.
Procurando na internet, entrei no site da galeria e descobri que o escultor chama-se Pires, e a obra "L'envoi sacré" .

domingo, 9 de março de 2014

A Primavera chegou !

Foto: Miriam ATG 
Me lembro que o inverno passado foi rigoroso e longo, nevando até na segunda quinzena de março, e que usamos blusas de frio  até o mês de junho. 
Esse último inverno foi considerado um dos três mais quentes desde 1900. Passamos o mês de janeiro com a temperatura por volta de 7 a 8°C, sendo que a média é de 2°C abaixo, e não nevou nenhuma vez em Paris desde que o inverno começou. 
Os últimos dias ensolarados, a temperatura batendo os 20°C, as árvores verdejando e florindo,  anuncia a chegada antecipada da primavera.  
Acabou o recolhimento invernal. Todos saem para as ruas, para os parques e jardins espalhados pela cidade, festejando o festival de cores, sentindo o perfume das flores e o calor do sol sobre a pele...
Foto: Miriam ATG 



terça-feira, 4 de março de 2014

Salão do Livro 2014

Foto: Miriam T. Girardot 

Do dia 21 ao 24 de março acontece o 34° Salão do Livro em Paris, um dos eventos mais importantes da literatura internacional, onde escritores, editores, ilustradores, produtores, tradutores, enfim, todos que fazem parte da mundo literário estarão presentes.  
Esse ano a homenagem é aos escritores argentinos, ao mesmo tempo que aproveitarão para celebrar o centenário de Julio Cortázar, figura emblemática da literatura argentina da metade do século XX.
Uma delegação de 46 escritores que representam a literatura argentina atual, com uma vitalidade e diversidade às vezes densa, criativa e poética. 
Local: Porte de Versailles - Pavillon 1 - Boulevard Victor, Paris 15 arrond.
Do dia 21 ao 22 de março - das 10:00 às  20:00
Dia 23 de março - das 10:00 às 19:00
Dia 24 de março - das 9:00 às 13:00 somente para os profissionais credenciados e abertura ao publico em geral a partir das 13:00 às 19:00
Tarifa normal: 10 €
Tarifa gratuita para as pessoas de acima de 65 anos no dia 24 de março das 13:00 às 19:00, retirar a entrada diretamente no caixa
Tarifa gratuita para -18 anos
Tarifa gratuita para -26 anos, sendo a pré-inscrição obrigatória e apresentação de carta de estudante obrigatória 

Locais de venda:
- www.francebillet.com
- Fnac : www.fnac.com 
- Carrefour : www.carrefour.fr- Géant 
- Magasins U 
- Intermarché

Mais informações no www.salondulivreparis.com

Acesso à Porte de Versailles
Métro : Ligne 12 / Porte de Versailles - Ligne 8 / Balard
Tramway: Ligne T2 & T3, arrêt Porte de Versailles
 Bus: lignes 39 - 80, station Porte de Versailles
Taxis: Taxis G7 : 01 47 39 47 39 / Taxis bleus : 0 891 70 10 10 / Alpha taxi : 01 45 85 85 85
 Velib': Station Velib' n° 15061 - 12 square Desnouettes / Station Velib' n° 15049 - 2 rue Ernest Renan / Station Velib' n° 15048 - place Amédée Gordini

domingo, 2 de março de 2014

Carnaval 2014 em Paris !


Hoje acontece em Paris o 17° desfile de Carnaval, desta vez com o tema "Fadas, trolls e companhia" saindo da Place Gambetta (20°arrond) até a Praça da République (10°arrond) das 14:00 até às 21:00.

No domingo, 30 de março de 2014, também acontece outro desfile de carnaval tradicional em Paris: o Carnaval das Mulheres, Festa das Rainhas das Lavadeiras da Metade da Quaresma, saindo da Place du Châtelet às 15:00.
Slogan: mulheres fantasiadas de rainhas, os homens em mulheres ! Participação sem inscrição, basta aparecer fantasiado.