Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 35 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

A flor de Oscar Niemeyer em Paris


Foto: Miriam T. Girardot

Essa escultura metálica vermelha representa uma mão oferecendo uma flor realizada por Oscar Niemeyer.

Encontra-se no Parque de Bercy (no 12° arrond), bem próximo a Cinémathèque Française, respeitando seu desejo que sua obra fosse instalada em um espaço verde e com árvores alinhadas.

Apesar da obra ter sido oferecida à Paris nos quadros comemorativos do Brasil na France em 2005, a escultura foi somente instalada e inaugurada em 30 de janeiro 2007.

Mas não é a única obra de Niemeyer na França.

Por causa da sua ideologia de esquerda e por sua militância no Partido Comunista Brasileiro, ele foi impedido de trabalhar no Brasil por causa da ditadura militar. Assim,  em 1966 mudou- se para Paris, onde abre um escritório na Champs Elysées.  Niemeyer já era um arquiteto de renome internacional e passa a atender clientes de vários países.

Aqui ele projetou a sede do Partido Comunista Francês, na Place Colonel-Fabien (no 19° arrond), que faz parte dos monumentos históricos desde o dia 26 de abril de 2007.

A antiga sede do Jornal L'Humanité em St-Denis, bem próxima à Catedral de Saint-Denis (onde encontram-se enterrados os reis franceses), que por dificuldades financeiras foi obrigada a vender sua sede ao Estado. Sua fachada e os telhados fazem parte dos monumentos históricos desde o dia 23 de abril de 2007.

A Bolsa do Trabalho de Bobigny (localizada ao nordeste de Paris) construída entre 1976 e 1978.

A antiga Casa de Cultura Le Havre, mais tarde batizada " Le Volcan" pelo seu novo diretor, e mais conhecida como "Pote de Yogurte" por causa da sua forma. Foi inscrita no Patrimônio Mundial da Unesco em 2005.

Retornou ao Brasil em 1985, onde continuou a trabalhar até o final da sua vida, falecendo dez dias antes de completar 105 anos.

Hoje já faz um ano que esse grande arquiteto brasileiro partiu, mas deixou a sua marca na história da arquitetura Moderna !

Nenhum comentário: