Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 35 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


sexta-feira, 17 de maio de 2013

Montmartre, um dos bairros mais pitorescos de Paris


Foto: Miriam ATG 





Quando ouvimos o nome do bairro de Montmartre pensamos imediatamente na Basílica Sacré-Coeur. Ela como a Torre Eiffel, podemos avistá-la de quase todos os pontos de Paris, pois se encontra em um dos pontos mais altos da cidade. 
A idéia de construir uma igreja dedicada ao "Sagrado Coração" surgiu depois da derrota da guerra Franco-Prussiana (1870), como um sinal de penitência, confiança, esperança e fé.
Na época, a construção de uma basílica dedicada ao Coração de Cristo é incomum em comparação com a série de basílicas dedicadas a Maria, construído durante o mesmo período: Lourdes, Notre-Dame de Fourvière, em Lyon, Notre-Dame de la Garde em Marselha. 
A arquitetura eclética da basílica foi inspirada no estilo romano-bizantino, seguindo o  modelo das igrejas como Santa Sofia de Constantinopla, a de Sao Marcos de Veneza ou Ravenna. 
Foi construída em pedra de travertino, uma espécie de rocha calcária que garante o aspecto branco da basílica.  
Em 1875 foi colocada a primeira pedra. Sendo concluída em 1914, mas por causa da Primeira Guerra Mundial, ela foi consagrada basílica somente em 1919.  
Não é uma igreja paroquial, mas um santuário independente, um lugar de peregrinação, onde o Sagrado Coração de Cristo é venerado dia e noite há mais de um século.
Ela é aberta das 6:00 da manhã às 22:00, sendo o acesso livre ao público em geral. 
A "Noite de Adoração" acontece todas as primeiras sexta-feiras de cada mês, até a meia-noite o acesso é livre à todos. Mas para permanecer a noite toda, é preciso fazer inscrição com um mínimo de 24 horas de antecedência pelo telefone 01 53 42 89 03 ou por e-mail: adoration@sacrecoeurdemontmartre.fr 
A Basílica Sacré-Coeur recebe mais de 10 milhões de peregrinos e turistas por ano.
Foto: Miriam ATG
Estátua de St-Denis, o bispo romano que cristianizou os parisienses, no Square Suzanne Buisson

Le Passe-Muraille - Foto: Miriam ATG 
Foto: Miriam ATG
Les murs des je t'aime - Muro dos te amo - Os turistas gostam de tirar fotos apontando a frase "te amo" no idioma deles. Alguns casais mais românticos gostam de se beijar...

Foto: Miriam ATG 

Foto: Miriam ATG
A igreja St-Jean de Montmartre é de uma beleza e uma tranqüilidade incrível se comparada à vizinha Basilica Sacré-Coeur. 

Foto: Miriam T. Girardot 
                 O interior da Igreja de St-Jean de Montmartre


Nenhum comentário: