Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 36 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


segunda-feira, 26 de março de 2018

Guernica no Museu Picasso em Paris


Graças ao empréstimo excepcional do Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofia, o Museu Picasso de Paris oferece ao público uma exposição em torno da obra mais representativa de Pablo Picasso: Guernica, que foi pintada em 1937, há mais de 80 anos. É uma das obras mais famosas do mundo, um ícone popular, símbolo anti-franquista, anti-fascista e pacifista.

A gênese do trabalho é apresentado a partir de touradas e minotauromachies dos anos 1930 até a eclosão da arte e a vida de Picasso na Guerra Civil Espanhola.  

A exposição começa amanha, dia 27 de março ao 29 de julho 2018.

De 3a. a 6a.feira das 10:30 às 18:00
Sábado e domingo das 9:30 às 18:00 

Em período de férias escolares - do dia 14 ao 29 de abril, funcionará todos os dias das 9:30 às 18:00

Ingresso: 12,50 €

Musée Picasso: 5, rue de Thorigny, 3ème - metrô: Saint Sébastien Froissart linha 8



A 42° Maratona de Paris 2018


Dia 08 de abril 2018 acontece a 42° Maratona de Paris!

São 42,195km, um grande desafio…

A largada será às 8:30 na Champs Elysées com 55 mil atletas inscritos, vindos de mais de 140 países. 


Para quem ainda deseja participar, a segunda fase de inscrição foi aberta desde o dia 05 de setembro 2017.

http://www.schneiderelectricparismarathon.com/fr/participer/s-inscrire



Les 3 J da Galeria Lafayette começou !


Em 1958, a Galeria Layafette lançou os "3J" (J de jour - dia) , ou seja, os três dias de venda de artigos atuais e de boa qualidade à preços excepcionais.

Os descontos chegam até  -50 % !

Com o passar do tempo, os três dias passaram atualmente para 22 dias, mas ainda é chamada de "3J"…

A promoção dos  "3J" começou no dia 21 de março ao 10 de abril 2018.

Não esqueçam que a partir de 175,01 € de compras é possível fazer o "détaxe" - reembolso de 12% sobre os produtos comprados, desde que as compras tenham sido feitas no mesmo dia e na mesma loja.





sexta-feira, 23 de março de 2018

Amanha, dia 24 de março, as luzes da Torre Eiffel serão apagadas

Foto: Miriam ATG
A Torre Eiffel ascende as suas luzes assim que a noite cai, e as 20 mil lâmpadas piscam à cada uma hora.

No dia 24 de março 2018, às 20:30, as luzes da Torre Eiffel serão apagadas durante 1 hora, é a 12a. Edição do "Earth Hour - Hora do Planeta", lançada pela WWF.

No ano passado, mais de 7 mil cidades do mundo todo participaram desta operação, apagando as luzes dos seus respectivos monumentos emblemáticos para combaterem contra o aquecimento global.






segunda-feira, 19 de março de 2018

Série de fotos "Hipster in Stone" de Léo Caillard em Paris


Desde o dia 08 de fevereiro ao 27 de maio 2018, o Bercy Village está com uma exposição de fotos de Léo Caillard.


São 30 fotos da série "Hipster in Stone", onde estátuas antigas dos deuses gregos são vestidas com roupas modernas, mostrando desta forma, o contraste entre as diferentes épocas.


Essas fotos que misturam a Antiguidade e a Modernidade convidam ao público à se interrogarem diante das obras, a percepção do passado e do presente, e sobre o papel da imagem no mundo atual.


Olhar o passado sobre um outro ângulo para melhor compreender o presente, esse é o processo da  criação do artista Léo Caillard.



Local:
Bercy Village
Cour Saint Emilion - Metrô linha 14 - estação Cour Saint Emilion 



quinta-feira, 15 de março de 2018

Festa de Saint Patrick 2018 em Paris


Dia de São Patrício - Saint Patrick, é uma festa cristã celebrada pela Igreja Católica, a Igreja Ortodoxa, a Igreja Luterana e a Igreja da Irlanda (anglicana).
É comemorado pelos irlandeses em todo o mundo, descendentes de imigrantes ou não, e a sua popularidade se estende à todos que participam das festividades e se dizem  "irlandeses por um dia."

Quem foi Saint-Patrick ?
Pouco se sabe da vida de Patrício, apesar de ser notório seu nascimento na Inglaterra Romana no século IV, em uma rica família romano-bretã. Seu pai e avô foram clérigos da Igreja Cristã.  Aos dezesseis anos, ele foi raptado por piratas irlandeses e levado para a Irlanda como escravo. Acredita-se que ele ficou em cativeiro em algum lugar na costa oeste da Irlanda, possivelmente no Condado de Mayo, mas o local exato é desconhecido. De acordo com sua confissão, Deus lhe disse, em sonhos, para fugir de seu cativeiro para o litoral, onde ele iria embarcar em um navio e retornar a Bretanha. Ao voltar a Bretanha, na Gália, atual França,  entrou para o mosteiro de Ésir, em Auxerre, sob orientação do santo bispo Germano.
Em 432, alegou ter recebido um chamado para regressar à Irlanda, porém como bispo, para a evangelização dos irlandeses. Depois de quase trinta anos de evangelização, Patrício (Louis Andrew) faleceu no dia 17 de março de 461, e, de acordo com a tradição, foi enterrado em Downpatrick. Apesar do êxito de várias missões à Irlanda empregadas por Roma, Patrício perdurou como o campeão principal do cristianismo irlandês e é bastante estimado pela Igreja Católica irlandesa e de todo o mundo.

Por que a cor verde ? 
Dizem que Saint-Patrick usou o trevo para explicar a Santíssima Trindade aos pagãos celtas, com isso, o uso de trevos de três folhas e similares estão intimamente ligados aos festejos.
Desde o século XVII, as  fitas e trevos eram usados nas ruas para celebrar a data. Assim, com o passar dos anos, a cor verde e sua ligação com o dia de Saint-Patrick foi aumentando.
Na rebelião irlandesa de 1798, na esperança de propagar seus ideais políticos, soldados irlandeses vestiram uniformes verdes no dia 17 de março, na esperança de chamar a atenção pública à rebelião. A expressão irlandesa "the wearing of the green" (vestindo o verde) significa usar um trevo ou então outra peça de roupa em referência aos soldados rebeldes.

A festa de Saint-Patrick 
Existe uma má interpretação do dia da festa de St. Patrick, porque há dois aspectos da percepção do evento: um representando a observância religiosa do dia e o outro que refere-se à promoção da cultura irlandesa através do festival irlandês implantada pelo governo. Para a mídia e principalmente pela mídia estrangeira, o amálgama é feito muito rapidamente entre os dois, por duas razões:
-porque St. Patrick beneficia de uma grande popularidade enraizada na Irlanda desde  o século X;
-pelo frenesi do festival criado pelo governo irlandês, que ganha cada vez mais adeptos por seu lado festivo, não somente na Irlanda, mas  onde se encontram as comunidades irlandesas espalhadas pelo mundo.
No estrangeiro, este festival é percebido principalmente como uma celebração do que faz a Irlanda: o verde, os trevos e a cerveja.
O consumo da cerveja é amplamente promovido pelo espírito festivo, às vezes dando origem a excesso, mas também a nível cultural, onde St. Patrick torna-se uma espécie de culto da cerveja irlandesa no imaginário coletivo.
Nova York apresenta o maior desfile de St. Patrick , com mais de dois milhões de espectadores na Quinta Avenida, em frente às torres do santuário dedicado a São Patrício.

Por isso, observem que no dia 17 de março em Paris, vocês encontrarão muitas pessoas alegres, vestindo verde e provavelmente com um copo na mão nos inúmeros pubs irlandeses espalhados pela cidade:
Guiness Tavern : 31 rue des Lombards - 75001
O ‘Sullivan : 92 Boulevard de Clich - 75018
La Taverne de Cluny : 51 rue de la Harpe - 75005
Café Oz : 1 rue de Bruxelles - 75009
The Lizard Lounge: 18 rue du Bourg-Tibourg - 75004
Truskel:1 rue Feydeau - 75002
Celtic Corner Pub: 88 rue de la Croix Nivert - 75015
Obrien's: 77 rue Saint Dominique - 75007
Connoly's Corner: 12 rue Mirbel - 75005
The Quiet Man: 5 rue des Haudriettes – 75003
Carr's Bar: 1 rue du Mont Thabor – 75001
Kitty O'Sheas:10 rue des Capucines - 75002
James Joyce's Pub: 71 Bvd Gouvion Saint Cyr - 75017
The Green Linnet: 8 rue Victoria - 75004 Paris
Corcoran Saint Michel : 28 rue Saint André des Arts - 75006
Corcoran Grands Boulevards : 23 rue Poissonnière - 75002
Corcoran Bastille : 53 rue du faubourg Saint Antoine - 75011
Corcoran Clichy : 110 Boulevard de Clichy - 75018
Hurling Pub: 8 rue Descartes - 75005
Bogman's Pub:2 rue de la Petite Truanderie - 75001
Finnegans Wake Up: 9 rue des Boulangers - 75005

O Centro Cultural Irlandês propõe uma série de eventos do dia 10 ao 18 de março
http://www.centreculturelirlandais.com/agenda/st-patricks-festival-1

Alguns monumentos parisienses estarão iluminados na cor verde para a Festa de St Patrick:
- Obelisco na Place de la Concorde
- Galeria Lafayette
- BHV
- Castelo da Bela Adormecida na Disney
- Drugstore Publicis

domingo, 11 de março de 2018

Visitas noturnas em museus e monumentos em Paris

Museu do Louvre - foto: Miriam ATG 
Não teve tempo durante o dia para visitar um museu ?
Aproveite que em Paris, alguns museus ficam abertos para visitas noturnas.

Segunda-feira
- Grand Palais até as 20:00
- Musée Jacquemart-André  até as 20:30 em período de exposição
- Centre Georges Pompidou até as 21:00 para as exposições temporárias entrada até as 20:00
- Palais de Tokyo  até a meia-noite

Terça-feira
- Musée de l'Armée A cúpula até as 21:00
- Jeu de Paume  até as 21:00
- Fondation Cartier pour l'art contemporain  até as 22:00

Quarta-feira
- Grand Palais, conforme as exposições até as 20:00
-Fondation Henri Cartier-Bresson até as 20:30
- Centre Georges Pompidou  até as 21:00 para as exposições temporárias
- Musée de la Chasse et de la Nature até as 21:30
- Musée du Louvre até as 21:45
- Palais de Tokyo até meia-noite

Quinta-feira
- Palais Galliera até as 21:00
-Musée en Herbe até as 21:00
- Musée du quai Branly até as 21:00
- Mémorial de la Shoah  até as 21:00
- Musée des Arts décoratifs  até as 21:00 para as exposições temporárias
- Cité de l’architecture et du patrimoine até as 21:00
- La Maison rouge até as 21:00
- Musée des Arts et Métiersaté as 21:30
- Musée d’Orsay até as 21:45  jusqu’à 21h45
-Musée d'Art moderne de la Ville de Paris até as 22:00 para as exposições temporárias
- Musée Marmottan Monet até as 22:00
- Musée de la Monnaie até as 22:00
- Grand Palais  até as 22:00
- Centre Georges Pompidou até as 23:00
- Palais de Tokyo até meia-noite

Sexta-feira
- Grand Palais até as 20:00
- Le Petit Palais, fermeture des caisses à 20h
- Centre Georges Pompidou até as 21:00 para as exposições temporárias
- Musée du quai Branly até as 21:00
- Fondation Louis Vuitton até as 21:00 e na 1a.sexta-feira do mês até as 23:00
- Musée du Louvre até as 21:45
- Musée du Luxembourg até as 22:00
- Palais de Tokyo até meia-noite

Sábado
- Fondation Louis Vuitton até as 20:00
- Grand Palais  até as 20:00
- Centre Georges Pompidou até as 21:00 para exposições temporárias - entrada até as 20:00
- Musée du quai Branly até as 21:00 - entrava até as 20:00
- Palais de Tokyo até meia-noite

Domingo
- Fondation Louis Vuitton até as 20:00
- Centre Georges Pompidou até as 21:00 para as exposições temporárias - entrada até as 20:00
- Grand Palais até as 20:00
- Palais de Tokyo até meia-noite


Monumentos que ficam abertos à noite  

Aberto todos os dias.
Do dia 02 de janeiro ao 31 de março - das 10:00 às 22:30
Do dia 1° de abril ao 30 de setembro - das 10:00 às 23:00
Do dia 1° de outubro ao 31 de dezembro - das 10:00 às 22:30 
Não abre:
1° de janeiro
1° de maio
08 de maio na parte da manha
14 de julho na parte da manha
11 de novembro na parte da manha 
25 de dezembro

Abre todos os dias.
Do dia 07 de julho ao 1° de setembro - das 9:00 à 0:45 - último horário para subir até o topo 23:00 
Durante o resto do ano - das 9:30 às 23:45 - último horário para subir até o topo 22:30  

Aberta todos os dias - das 6:00 às 22:30

Fonte: quefaire;paris.fr


sábado, 10 de março de 2018

Carnaval das Mulheres 2018 em Paris


A rã vestida e com uma coroa na cabeça ilustrada no cartaz é porque as lavadeiras, que são as vedetes da festa, tinham contato permanente com a água, motivo pelo segundo nome dado à Mi-Quaresma parisiense: a Festa das Rãs.

O Carnaval das Mulheres é inspirado no " Fête des Reines des Blanchisseuses - Festa das Rainhas Lavadeiras" que é comemorado na Mi-Quaresma (21 dias após a terça-feira de carnaval ou Mardi Gras como dizem os franceses, o primeiro dia da Quaresma), festejado desde o século XVIII, mas que depois de 1946, essa festa havia cessado em Paris, tendo retornado somente em 2009.

No Brasil, esse carnaval fora de época é chamado de "Micareta", inspirado nessa grande festa feminina e popular francesa.

Na Mi-Quaresma era eleita uma rainha que abria o baile, que durava até as 5 da manhã.

Geralmente os homens vestidos de mulheres, participem, venham fantasiados como desejarem, o importante é participar !

O próximo carnaval das Mulheres é no dia 11 de março 2018 !

O Desfile começa as 15h00, mas o encontro é a partir das 13h00, na Place du Châtelet.

O percurso:
Passando pela Boulevard de Sébastopol
Rue de Rivoli
Rue Saint-Martin
Rue Saint-Merri
Rue Sainte Croix de la Bretonnerie
Rue Vieille du Temple
Rue des Rosiers
Rue Ferdinand Duval
Rue de Rivoli
Place de l'Hôtel de Ville ou rue de la Coutellerie
Avenue Victoria
Boulevard Sébastopol
Place du Châtelet
Término às 18h00

Se o percurso for modificado, será anunciado no site www.canaval-des-femmes.org

Feira da Tatuagem 2018 em Paris


Para os aficionados por tatuagem, acontece em Paris nos dias 09, 10 e 11 de março 2018, a Feira Mundial de Tatuagem na Grande Halle de la Villete com 2.000m2 de superfície.

Com participação de 420 melhores tatuadores do mundo todo !

O ponto alto da feira é o concurso presidido por um júri de tatuadores legendários: Filip Leu, Bill Salmon, Luke Atkinson, Kari Barba e Mark Mahoney, pela primeira vez.
As melhores tatuagens do mundo serão recompensadas com 24 troféus.

Shows:
Dia 03 - sexta-feira - 20:00 : Matière Noire e Betraying the Martyrs
Dia 04 - sábado - 20:00: Graveyard e Black Moth
Dia 05 - domingo - 15:45 : The Red Goes Back

Exposições:
- Shawn Barber

Vejam a lista dos tatuadores participantes

Pode-se ver os artistas trabalhando e ser tatuado no local, além das exposições, shows, palestras, venda de materiais para os profissionais, etc.

Local: Grande Halle de la Villette - 211, avenue Jean Jaurès, 19eme. arrond.

Horarios:
6a.feira e sábado - 12h30 à meia-noite
Domingo - 11h30 às 19h00

Metrô: Porte de Pantin linha 5  

Ingressos - preços diferenciados

6a.feira ou sábado:
30 € comprando antecipadamente
32 € comprando no local
20 € para jovens de 12 a 16 anos

Domingo:
25 € comprando antecipadamente
27 € comprando no local
18 € para jovens de 12 a 16 anos

Passe para os 3 dias:
60 € comprando antecipadamente
65 € comprando no local
40 € para os jovens de 12 a 16 anos

Gratuito para jovens até 11 anos desde que acompanhados e munidos de documento

Comprando antecipadamente on line

Fonte: http://www.mondialdutatouage.com