Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 35 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Exposição sobre a Moda & Mulheres 14/18


Na ocasião da reabertura da Biblioteca Forney depois de dois anos fechada para reformas, uma exposição sobre a propõe a história da moda e mulheres na sociedade francesa durante a Primeira Guerra Mundial, de 1914 a 1918.

O vestuário feminino muda radicalmente no início do século XX: a silhueta se torna mais leve, deixando as crinolinas (anágua criolina) e anquinhas (que armavam a traseira das saias e vestidos) do século passado, o número de troca de roupas diárias é reduzida para as mulheres da classe alta porque o tailleur passou a acompanha-la durante a sua jornada. 
A peça adquiri uma praticidade e uma nova simplicidade com os produtos têxteis (lavável e flexível) e de formas (bolsos e saias amplas). Essas mudanças que apareceram um pouco antes da 1a. Guerra Mundial se aceleraram com ela. 

Mas até esse momento, sobre o plano vestimentário como social, a guerra liberou as mulheres ? O que diz a moda da complexidade das evoluções sociais que as mulheres conheceram nesse período de conflito ?
Como a guerra acelerou essa modernização da roupa das mulheres ? 
De que maneira a industria da costura e têxtil se adaptaram e se inovaram face as dificuldades da guerra ? 
Como o trabalho feminino, o luto, as relações intimas e familiares faziam face e a questão da emancipação das mulheres foram percebidas através do prisma da moda ? Estas são as perguntas feitas pelos curadores através da Exposição Moda & Mulheres 14/18, do dia 28 de fevereiro a 17 de junho 2017

Visita comentada gratuita aos sábados às 15h00. 
Se for grupo apenas mediante reserva pelo telefone 01 72 63 40 89 ou justine.perrichon@paris.fr 

Visitas das curadores Maude Bass-Kruegger e Sophie Kurkdjan:
Dia 1° de abril - sábado - 15h00
Dia 08 de abril - sábado - 15h00
Dia 06 de maio - sábado - 15h00
Dia 13 de maio - sábado - 15h00

Eventos relacionados:
Dia 15 de março - 19h00 - Conferência Moda e Mulheres, 14/18 pelas curadoras da exposição 
Dia 26 de abril - 19h00 - Leitura: Destino das mulheres, historias de vestidos por Fréderique Bruyas
Dia 11 de maio - 19h00 - Conferência: O olhar dos soldados sobre as mulheres 

Fechará nos dias 15 de abril e 03 de junho

Bibliothèque Forney: 1, rue du Figuier, 4eme arrond
Metrô: Pont Marie linha 7 e Saint Paul linha 1

Horários 
Terça-feira das 13h00 às 19h30
Quarta-feira das 10h00 às 19h30
Quina-feira das 10h00 às 19h30
Sexta-feira das 13h00 às 19h30
Sábado das 13h00 às 19h30
Fechado aos domingo e segundas-feira 

Entrada gratuita


Nenhum comentário: