Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 35 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


sexta-feira, 10 de junho de 2016

"Dïner en blanc - jantar de branco 2016" na Place Vendôme, em Paris

AFP Philippe Lopez 
Há 28 anos que acontece uma vez por ano, o "Dîner en Blanche - Jantar de Branco" que reúne cerca de 10 mil pessoas para um piquenique chic em algum lugar determinado em segredo, todos vestidos elegantemente de branco, os pratos devem ser brancos, assim como as toalhas de mesa, talheres e castiçais em prata…
AFP Philippe Lopez 
Logicamente que também não faltam comidinhas, vinhos e champagne finos, por isso, considerado o mais esnobe dos "flash mob".
Somente os iniciados e aqueles apadrinhados sabem o dia e o horário, o local do "Dîner en blanc" é anunciado apenas no último momento.
AFP Philippe Lopez 
O último jantar aconteceu nessa quarta-feira, dia 08 de junho, na Place Vendôme (a praça rodeada de joalherias), com cerca de 7 mil participantes.
AFP Philippe Lopez
Bem menos que do ano passado nos jardins do Palais Royal, onde havia 13 mil pessoas.
Esse monumental piquenique acontece sem a autorização da policia, que tem uma tolerância excepcional em relação à esses "jantares brancos", ao contrario quando acontecem os Facebook Aperitivos, que foram proibidos.
Com uma organização quase militar, os brancos defendem o absoluto respeito pelas regras da arte de viver e escolhem lugares excepcionais: Pirâmide do Louvre, Champs Elysées, Torre Eiffel, Trocadéro, Place de la Concorde, Versalhes…
Terminado o "Dîner en blanc", um pouco depois da meia-noite, os comensais partem deixando o local tal qual quando chegaram, sem deixar qualquer vestígio…
Criado pelo francês François Pasquier que sonhava jantar ao ar livre em algum lugar bonito de Paris, o primeiro piquenique chic aconteceu em 1988, no Bois de Boulogne, tendo sido escolhido o branco para se distinguirem das demais pessoas do parque.



Nenhum comentário: