Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 35 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


quinta-feira, 21 de maio de 2015

Como evitar filas nos museus e monumentos em Paris


Tenho a impressão que já não existe mais alta e baixa temporada em Paris, pois as filas nos museus e monumentos são sempre imensas. 

Talvez o mês mais tranqüilo seja janeiro, depois do Ano Novo… 

Bom, como evitar as filas intermináveis ?

Antes de tudo, verifique os dias de funcionamento, os horários, tarifas, o acesso,  etc.

Lembrando que uma boa parte dos museus parisienses oferecem visitas noturnas !

Comprando o Paris Museum Pass, que dependendo da quantidade de museus e monumentos que visitar, é mais econômico e evita a fila para comprar os ingressos. 

Passe 6 dias - 74 €

Passe 4 dias - 62 €

Passe 2 dias - 48 € 

Por exemplo, os monumentos e museus abaixo podem ser visitados em 02 dias:

1° dia: 
Museu do Louvre - 15 € + Santa Capela - 10 € + Conciergerie - 8,50 €

2° dia:
Castelo de Versalhes - 18 € (contar um dia todo para visitar tudo) + Arco do Triunfo - 12 € (que pode ser visitado até às 22:30 ou 23:00 dependendo do período)
Total: 63,50 €

Utilizando o Paris Museum Pass - 2 dias  você economiza 15,50 € 

A outra opção é comprar um bilhete corta-fila (billet coupe-file) pela internet que são vendidas para as exposições temporárias nos museus e que de quebra você tem acesso às exposições permanentes. 
Sites onde comprar os bilhetes:







Museu do Louvre
Calcula-se que mais de 30 mil pessoas visitam diariamente o Louvre.

Evitar de visiter o museu nas 4as.feiras, que é o dia de maior fluxo de visitantes.

Os dias mais calmos são na 2a. e 5a.feiras.

Com visitas noturnas na 4a. e 6a.feira, o dia de visita noturna a evitar é o da 6a.feira.

Entradas:

- Pyramide - é entrada principal e a mais longa - para visitantes sem/com ingresso/passe de museu, cadeirantes ou bebês dentro de carrinhos.
Apenas preste atenção em qual fila entrar, "sans billet" - sem bilhete - e "avec billet" - com bilhete

- Galeria du Carrousel - o acesso se dá pela rue du Rivoli ou diretamente pela estação de metrô Palais Royal Musée du Louvre linha 1 e 7.
Basta seguir a placa, entrar no corredor comercial até chegar no raio X

- Porte des Lions - é a entrada mais rápida porque pouca gente a conhece. Fechada nas 6as.feiras (o dia todo) e à  noite de quarta-feira para a visita noturna

- Passage Richelieu para visitantes com de passes específicos,  não vale o Paris Museum Pass 


Há duas entradas: 
Porte A (lado esquerdo) - para aqueles sem ingresso 
Porte C  (lado direito) - para aqueles que possuem ingresso

Recomendo evitar de visitar esse museu nas 3as.feiras de manhã porque a fila é muito grande.
A razão é que nesse dia, o Museu do Louvre é fechado, e os turistas vão em massa para o Orsay.
Na parte da tarde, a fila é bem mais curta.

Visita noturnas às 5as.feiras até às 21h45.

Esse é um dos monumentos que possui aquela fila que dá vontade de desistir de visitá-la, mas essa capela com seus vitrais medievais são tão lindos que vale a pena enfrentar a fila.

É na fila para passar no raio X que é demorada, por causa do grande fluxo de visitantes, eles já começam a limitar a entrada ali.

Depois ter passado pela segurança, saímos num pátio e damos de cara com a Santa Capela.

Vá até o fundo e entre na fila, mas certifique-se que está na fila certa e não na fila para comprar o ingresso, que é sempre a mais longa. Percebo que muitos turistas com ingressos ou o Passe de Museu entram automaticamente na fila mais longa.

Se você tem o passe, a entrada é imediata

Tem que subir as escadarias do lado esquerdo para ver os grandes vitrais, ela é bem estreita, mas curta.

Para descer é pelo lado contrário.

Do dia 15 de maio ao dia 15 de setembro, a Santa Capela permanece aberta até às 21h30 nas 4as.feiras, lembrando que a última admissão é às 21h00, sempre 30 minutos antes do encerramento.

Outra dica para aqueles que desejam comprar o Paris Museum Pass ou apenas o bilhete da Santa Capela. 
Foto: Miriam ATG
Antes da Santa Capela, vá na Conciergerie (que é na esquina, onde tem um lindo relógio, o 1° relógio público de Paris - 1370) onde a fila é sempre pequena, e compre o Paris Museum Pass ou o Billet Jumelé (bilhete combinado) que dá direito à visitar a Conciergerie (antiga prisão durante a  Revolução Francesa) e a Santa Capela por 13,50 €.  
O ingresso de cada um dos respectivos monumentos custa 8,50 €.

Arco do Triunfo
A vista do topo (50m de altura) é maravilhosa, é de lá que saem doze avenidas e vale a pena subir os 284 degraus, aproveitando para tirar fotos da escadaria em forma espiral.
Foto: Miriam ATG 
A entrada é pela avenida Champs Elysées, do lado direito, quase ao lado da Embaixada do Qatar, um pouco mais à frente da saída de metrô Charles de Gaulle/Étoile.

Tendo o passe de museu, você não entra na fila do corredor, suba as escadinhas e somente depois entre na fila para subir até o topo.

Saiba que há uma lojinha que vende souvenirs, mas que não vende água, por isso, suba preparado, principalmente nos dias quentes.

O período de grande fluxo é no mês de dezembro por causa da iluminação de Natal, principalmente no horário entre 22:00 e 23:00.

Para deficientes físicos, mulheres grávidas, com bebês, ou pessoas idosas,  existe o elevador!

Depois que você subiu as escadinhas que dá acesso ao pé do Arco do Triunfo, tem a fila para passar no raio X, depois já estará no pé das escadarias, ai peça à pessoa que você mostra o ingresso para subir de elevador. O funcionário ira pedir à outro colega vir e acompanha-lo até o elevador.

A subida  é rápida, a porta vai se abrir bem em frente à loja de souvenirs, siga à esquerda e vá até o final, onde encontrará uma outra escadaria com 46 degraus que dá acesso ao topo, mas para quem é cadeirante, o acesso até o topo é inacessível.

Entrada por uma porta, saída por outra, assim como na Santa Capela.

Foto: Miriam ATG
Torre Eiffel
Simbolo máximo de Paris, enfrentamos filas enormes para poder ver Paris do topo !

Sempre conto cerca de 4 horas entre fila e visita…

Os meses de abril, maio, junho, julho, agosto são os meses mais cheios.

A maneira mais rápida de visitar a torre sem enfrentar fila é comprando o ingresso com antecedência.

Tarefa nem sempre possível, pois assim que os ingressos começam a ser vendidos pela internet,  se esgotam rapidamente, mas não custa tentar.

Esse monumento não está incluído no Paris Museum Pass.

Outra maneira de visitar sem ficar na fila é reservando o passeio oferecido pela Paris City Vision:
Inclui um passeio panorâmico com duração de 1h30 e a subida até o 2° andar da Torre Eiffel.
Querendo subir até o topo, pode-se comprar o ingresso no local, havendo disponibilidade.

E para aqueles que se contentam em apenas ver a Torre Eiffel, recomendo irem ao Trocadéro, de onde temos a melhor vista panorâmica da torre!
Descer na estação de metrô Trocadéro linha 6 e pegar a saída para a Tour  Eiffel.
E se você estiver em frente à Torre Eiffel, basta atravessar a ponte - Pont d'Iéna, passar pelos jardins do Palais de Chaillot.

Foto do site oficial
Castelo de Versalhes
Nos últimos anos, o fluxo de visitantes aumentou consideravelmente,  que quando você termina a visita, você tem mais a sensação de alivio do que de encantamento...

Afinal, o castelo recebe 12 milhões de visitantes por ano, ou seja, 18 mil por dia !

Aconselho à não ir ao Castelo de Versalhes sem ter comprado antecipadamente o bilhete ou o passe de museu, porque você vai acabar se exasperando com tanta espera.

Entrar na longa fila da Porte A, conte 1 hora ou mais.

Mais duas horas para visitar os aposentos do Castelo, onde na verdade você acaba sendo levado pela correnteza humana.

E ainda tem um imenso jardim a ser visitado, o Grand e Petit Trianon e a Aldeia da rainha Maria Antonieta.

A foto dá uma idéia das filas...


Aqui vai alguns conselhos úteis para que a sua visita seja agradável:

- Evitar ir nos finais de semana e nas 3as.feiras, que são os dias mais lotados;

- Possuir o Paris Museum Pass

- Ou comprar o ingresso com antecedência pela internet

- Para visitar o interior do Castelo, lembre-se que os horários de pico é entre 10:00 e 15:00;

- Então chegue antes das 9:00, no horário de abertura ou faça a visita depois das 15:00, quando o fluxo de visitantes diminui. 
Antes, visite os jardins e os domínios da rainha Maria Antonieta, almoce ou faça um piquenique;

- Possibilidade para aqueles que absolutamente não gostam de esperar, é reservar uma visita guiada - Versailles Sublime (49 €), por exemplo, pela internet
Há várias modalidades de visitas, escolha o que melhor corresponde aos seus interesses e o seu tempo.

Atenção  :

Em todos os museus e monumentos, é "possível" evitar filas nos seguintes casos:

- portadores de deficiência física

- mulheres grávidas

- mamães com bebês de colo

- pessoas idosas com dificuldades de ficar muito tempo em pé

Dirija-se ao início da fila e fale com o funcionário, é "somente ele" que autoriza a entrada sem fazer fila.



7 comentários:

Anônimo disse...

Miriam,

Seu blog, como sempre, oferecendo informações preciosas... Essas dicas são fundamentais! Conheço pessoas que têm estado em Paris e, por falta de informação, não visitam vários dos atrativos imperdíveis a capital francesa oferece. Obrigado, mais uma vez, por compartilhar conosco seu conhecimento e sua paixão pela cidade!

Grande abraço!

Miguel
Rio de Janeiro

Fernanda disse...

Oi Mirian,
Achei muito útil seu post sobre como evitar filas, por isso recomendei ele em um artigo que escrevi no meu blog sobre o Museu do Louvre. (http://papodeturista.com/desbravando-o-museu-do-louvre-em-paris/)

Espero que não se importe.
Um abraço

Fernanda

Miriam Tanno Girardot disse...

Fernanda,
Pode utilizar os meus posts à vontade !
Um abraço

camila chiariello disse...

Muito bom o post!
Estou indo para Paris em agosto, já comprei todos os ingressos, mas ainda assim, confesso que estou apavorada com a questão das filas.
Eu vi que, inclusive, até mesmo para entrar na Sacre Cour ou Notre Dame, que são gratuitas, as filas são imensas...
Tenho medo de não conseguir fazer metade do que me propus por conta das filas...

Miriam Tanno Girardot disse...

Oi Camila, por isso considero uma grande vantagem utilizar o passe de museu. As filas podem ser grandes na Catedral Notre Dame de Paris e a Basilica Sacré Coeur, mas é muito rapido. Onde demora muito é a fila para visitar o Castelo de Versalhes. Quando nao se conhece a cidade leva mais tempo para se locomover, para achar os museus/monumentos... Talvez por isso acho que é muito pratico e um bom investimento estar com um guia no primeiro dia, para aprender a utilizar o transporte publico, se localizar na cidade, organizar as visitas, etc. Bon voyage à Paris !

Inês disse...

Oi Miriam,

Estou indo para Paris em Outubro e estou preocupada com as filas! Eu tenho problemas físicos, embora não sou cadeirante. Que tipo de documento eu preciso apresentar para entrar como deficiente fisíco? Na minha carteira de motorista Basileira tem uma observação D.F., mas provavelmente eles não vão entender isso, né?

Miriam Tanno Girardot disse...

Inês, o seu problema fisico é visivel, você usa uma bengala ?
Cada museu/monumento tem uma politica diferente à pessoa com deficiência fisica, alguns podem ser gratuitos ou com desconto, mas exigem uma justificativa oficial de invadilité do pais de origem ou um certificado médico que data menos de 3 meses ao momento da sua visita.
A sua carteira de habilitaçao seria um documento oficial, mas acho que um certificado médico é o ideal. Na duvida, traga os dois.
Bon séjour à Paris !