Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 35 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


quarta-feira, 20 de março de 2013

Dificuldades com as notas de 500, 200 e 100 € na França


Foto: Miriam T. Girardot 

Na França, as notas de 500 e 200 euros não são muito populares,  uma boa parte dos franceses nunca pegaram nas mãos notinhas nesses valores !

Então quem os utiliza ???

Os mafiosos e os turistas !

Os mafiosos porque com essas notas é possível transportar uma grande soma em dinheiro sem fazer muito volume. Em alguns países europeus, a nota de 500 euros é até chamada de "Ben Laden", muito usada para lavagem de dinheiro. Por isso cogita-se o fim da circulação dessas notas.

Os turistas geralmente compram grandes somas para poderem viajar na Europa, ingenuamente escolhendo notas altas, sem saber que ao chegarem à França, encontrarão muita dificuldade para gastarem, nem digo trocarem.

Logicamente, se você fizer uma compra que passa os 500 euros, a loja é obrigada a aceitar, mesmo que tenha uma placa dizendo que não aceita essas notas.

Os lugares mais fáceis de gastar essas notas são em lojas de departamento, como o Le Bon Marché, Galeria Lafayette, Printemps e outras lojas luxuosas.

Agora se deseja comprar alguma coisa apenas para trocar o dinheiro,  você vai sentir a dificuldade…

Os caixas das lojas vão fazer cara feia e dizer que não terão mais troco no caixa ou simplesmente que não aceitam e ponto final.

Por isso, aconselho a fazerem câmbio com notas menores.

E outra maneira segura para viajar é adquirir os cartões travel money, mais conhecido como VTM (Visa Travel Money).
Um cartão pré-pago que você carrega com o valor desejado, seja em dólares, euros ou libras, sendo que o valor mínimo a ser carregado deve ser 100,00 e o máximo 20.000,00 em uma das três moedas citadas anteriormente.

Nenhuma taxa é cobrada para as compras, apenas para saque em dinheiro que é cobrado uma pequena taxa no valor de US$ 2,50, não importando o valor e a moeda do país.

Eu já usei esse cartão é acho muito prático e seguro.

Para saber mais clique aqui

Nenhum comentário: