Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 36 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


sábado, 16 de abril de 2016

Livraria Shakespeare and Company e Café em Paris

Foto: Miriam ATG
Uma das livrarias anglo-americana mais citada nos guias é a Shakespeare and Company que vende livros raros, novos e usados em inglês.

Essa livraria instalada no coração de Paris, no Quilômetro Zero, o ponto em que todas as estradas francesas começam, nas margens do rio Sena, em frente à Notre-Dame.

Desde a sua abertura em 1951, tem sido um ponto de encontro de escritores e leitores anglófonos, tornando-se uma instituição literária da margem esquerda. 

O prédio construído no início do século XVII, era originalmente um mosteiro, La Maison du Mustier. George gostava de fingir que era o único monge sobrevivente, dizendo: “Na Idade Média, cada mosteiro tinha um frère lampier , um monge cujo dever era acender as lâmpadas ao anoitecer. Eu sou o frère lampier aqui agora. É o papel modesto que eu interpreto. ” 

Quando a loja abriu pela primeira vez, chamava-se Le Mistral. George mudou para o nome atual em abril de 1964 - no quatrocentos anos do nascimento de William Shakespeare - em homenagem à uma mulher que ele admirava muito, Sylvia Beach, que fundou a Shakespeare and Company original em 1919. 
Sua loja na rua 12 de l'Odéon era um ponto de encontro para os grandes escritores expatriados da época - Joyce, Hemingway, Stein, Fitzgerald, Eliot, Pound -, bem como para os principais escritores franceses. 

Através de sua livraria, George Whitman esforçou-se para manter o espírito da loja da Sylvia Beach, e rapidamente se tornou um centro para a vida literária expatriada em Paris. 
Allen Ginsberg, William Burroughs, Anaïs Nin, Richard Wright, William Styron, Julio Cortázar, Henry Miller, William Saroyan, Lawrence Durrell, James Jones e James Baldwin estavam entre os primeiros visitantes da loja. 

Quando George estava em seus vinte e poucos anos, durante a Grande Depressão, ele partiu em uma "aventura de hobo", como ele chamou, com apenas US $ 40 no bolso. Ele andou, pegou carona e seguiu os trilhos de uma ponta a outra dos EUA, passando pelo México e indo para a América Central. Atos de generosidade experimentados nessas viagens - como a época em que ele adoeceu seriamente em uma parte isolada do Yucatán e foram encontrados e tratados de volta à saúde por uma tribo de maias - tiveram um profundo efeito sobre ele. Ele inspirou sua filosofia: “Não seja inóspito para estranhos para que não sejam anjos disfarçados.” 

Desde o primeiro dia em que a loja abriu, escritores, artistas e intelectuais foram convidados a dormir entre as prateleiras da loja e pilhas de livros, em pequenas camas que dobrou como bancos durante o dia. 

Desde então, cerca de 30.000 escritores e artistas jovens e jovens de coração permaneceram na livraria, incluindo desconhecidos como Alan Sillitoe, Robert Stone, Kate Grenville, Sebastian Barry, Ethan Hawke, Jeet Thayil, Darren Aronfsky e Geoffrey Rush. e David Rakoff. 

Esses convidados são chamados Tumbleweeds, que como os cardos ondulantes que “entram e saem com os ventos do acaso”, como George descreveu.  

Três coisas são perguntadas a cada Tumbleweed: leia um livro por dia, ajude na loja por algumas horas um dia e produzir uma autobiografia de uma página. Milhares e milhares dessas autobiografias foram coletadas e agora formam um arquivo impressionante, capturando gerações de escritores, viajantes e sonhadores que deixaram para trás partes de suas histórias. 

Um senso de comunidade e comuna era muito importante para George Whitman, que referia sua loja como uma “utopia socialista disfarçada de livraria”.

Em 2002, aos 21 anos de idade, Sylvia Whitman, filha única de George, retornou à Shakespeare and Company para passar um tempo com seu pai, então com oitenta e oito anos de idade, em seu reino de livros. 

Em 2006, George oficialmente colocou Sylvia no comando. Nas persianas fora da loja, ele escreveu: “Cada mosteiro tinha um frère lampier cujo dever era acender as lâmpadas ao anoitecer. Eu tenho feito isso por cinquenta anos. Agora é a vez da minha filha. ” 

Sylvia apresentou vários novos empreendimentos literários. Em junho de 2003, a Shakespeare and Company sediou seu primeiro festival literário, seguido por três outros. Os participantes ao longo dos anos incluíram Paul Auster, Will Self, Marjane Satrapi, Jung Chang, Philip Pullman, Hanif Kureishi, Siri Hustvedt, Martin Amis e Alistair Horne, entre muitos outros. 

Em 2011, com a Fundação Groot, a Shakespeare and Company lançou o Paris Literary Prize, um concurso de novela aberto a escritores inéditos de todo o mundo. 

Nos últimos anos, a livraria teve aparições em Before Sunset, de Richard Linklater, e Meia-noite em Paris, de Woody Allen. 

A Shakespeare and Company também continua a realizar pelo menos um evento literário gratuito por semana e tem o prazer de receber escritores jovens e emergentes, juntamente com os principais autores de hoje, como Zadie Smith, Lydia Davis, John Berger, Jennifer Egan e Carol Ann Duffy. David Simon, Edward St. Aubyn e Jeanette Winterson. 

Eu criei esta livraria como um homem escreveria um romance, construindo cada sala como um capítulo, e eu gosto que as pessoas abram a porta do jeito que elas abrem um livro, um livro que leva a um mundo mágico em suas imaginações. - George Whitman

Embora George Whitman faleceu em 14 de dezembro de 2011 - dois dias após seu aniversário de 98 anos - seu romance, esta livraria, ainda está sendo escrito, tanto por Sylvia quanto por milhares de pessoas que continuam a ler, escrever e dormir na Shakespeare & Company.

Além de passarem a vender livros raros e fazerem uma ampliação de 30m2 na parte de trás, o casal cobiçava uma aquisição de um novo espaço, bem ao lado, na esquina, para abrir um café literário, onde pudessem organizar encontros casuais ou organizados, palestras, concertos… 

Foto: Miriam ATG 
O café que era um desejo desde os anos 60, foi finalmente inaugurado em outubro de 2015, com uma decoração simples, com mesas e bancos de madeira, as grandes janelas com vista para a Notre Dame de Paris e a pequena Igreja St-Julien des Pauvres, com mesas no exterior também.

Foto: Miriam ATG 

Foto: Miriam ATG 
O café servido no local, foi longamente e meticulosamente escolhido, sendo o café torrado pelo Café Lomi (uma loja do 18eme arrond.). 

E os chás servidos aqui são da Postcard Thé London, s únicos em Paris.  

Além dos cafés, chás e sucos, a comida servida é orgânica e em grande parte vegetariana - incluindo a torta de limão de George! Preparados por Marc Grossman, um americano de NY, fundador da Bob's Bake Shop em 2006, como em suas cantinas vegan no Brooklyn, não há glúten nos seus produtos e tudo é orgânico.

Foto: Miriam ATG
Shakespeare and Company Café: 37, rue de la Bûcherie, 5eme. arrond. Tel.: 01 43 25 95 95
Funciona todos os dias.
Segunda a sexta-feira, das 9:30 às 19:00
Sábado e domingo, das 9:30 às 20:00
Estação de metrô: St-Michel linha 4 ou St-Michel Notre Dame RER B

Antiquario 
De terça a sábado das 11:00 às 19:00 

Livraria Shakespeare & Company
De segunda-feira a sábado das 10:00 às 22:00 
Domingo do meio-dia às 20:00


Fonte: https://shakespeareandcompany.com


Nenhum comentário: