Sempre tive uma grande paixão pelas viagens, em descobrir lugares novos, pessoas e costumes diferentes…


Ao longo dos últimos vinte anos viajei pelos cinco continentes, totalizando 35 países.


Foi viajando que encontrei a minha vocação. Me tornei guia de turismo no Rio de Janeiro, onde estudei e obtive a credencial nas categorias: regional, nacional e internacional pela Embratur.


Em 2000, me casei e acabei fixando residência em Paris. Aqui fiz vários cursos como História da Arte na Escola do Louvre, História da Arte Renascentista na Escola Superior de Artes Aplicadas Duperré, além de outros cursos livres sobre o patrimônio artístico de Paris: arquitetura, pintura, escultura, jardins, etc.


Sou oficialmente Guia de Turismo em Paris com carteira profissional emitida pelo Ministério do Turismo e da Cultura da França.


Assim com o olhar de uma viajante e de uma profissional da área, tenho oferecido meus serviços de acompanhamento, organização e consultoria para turistas brasileiros em Paris.


Bienvenue à Paris !


Miriam Tanno Girardot


quarta-feira, 1 de abril de 2015

As réplicas da Estátua da Liberdade em Paris

Ile aux Cygnes 
Assim como a Torre Eiffel é o símbolo máximo de Paris, a Estátua da Liberdade simboliza a cidade de Nova York, que foi um presente do povo francês aos americanos para celebrar o centenário da Declaração dos Direitos Humanos em 1886.
O responsável pela obra foi o escultor francês Auguste Bartholdi. 
A estrutura interna foi projeto do engenheiro Gustave Eiffel.
 várias réplicas da estátua espalhadas pelo mundo: França, Brasil, Japão, Espanha,  Australia…
Em Paris temos uma na Île aux Cygnes, bem próxima da Torre Eiffel.
Duas no Museu de Artes e Ofícios. 
E a que estava no Jardim de Luxembourg foi deslocada para o Museu d'Orsay em 2012, mas foi substituída por uma outra.
Jardin de Luxembourg
Musée d'Orsay

Musée des Arts et Métiers
Foto: Miriam ATG
Musée des Arts et Métiers
 foto: Miriam ATG
Maquete da construção no Musée des Arts et Métiers
Foto: Miriam ATG 



Na Pont d'Alma, onde há uma escultura de uma chama (La Flamme de la Liberté), muitas pessoas acham que é em homenagem à Lady Diana morta em um acidente neste túnel, em 1997. 
Na verdade, a escultura é uma reprodução à escala da chama da Estátua da Liberdade em Nova York, símbolo do conhecimento, e que simboliza a amizade franco-americana, oferecida pelo Herald Tribune, 10 anos antes da morte da princesa.
La Flamme de la Liberté 

Acesso às réplicas em Paris:
Île aux Cygnes: Pont de Grenelle - Metrô: Estação Javel - linha 10 
Jardin de Luxembourg: acesso pela rue Guynemer - Metrô: Estação Saint Placide - linha 4
Musée d'Orsay: 1, rue de la Légion d'Honneur - Metrô: Estação Solférino - linha 12 
Musée des Arts et Métiers: 292, rue Saint-Martin - Metrô: Estação Arts et Métiers - linha 3 e 11 
La Flamme de la Liberté: Pont de l'Alma - Metrô: Estação Alma Morceau linha 9 

Nenhum comentário: